Uma reviravolta inesperada: Rangers 3-2 SC Braga

O SC Braga e os Glasgow Rangers jogaram esta quinta-feira a primeira mão dos 16avos de final, no Ibrox Stadium em Glasgow. Depois de um início muito forte da equipa de Rúben Amorim, foi a comitiva de Steven Gerrard que saiu vencedora por 3-2. 

Rúben Amorim apresentou na Escócia o seguinte 11 inicial: Matheus; Raúl Silva, Bruno Viana e Wallace; Esgaio, Palhinha, Fransérgio e Trincão; Paulinho e Ruiz.

Já Steven Gerrard apresentou a sua equipa da seguinte forma: McGregor; Tavernier, Goldson, Katic, Barisic; Davis, Kamara e Arfield; Hagi, Morelos e Kent.

O juiz espanhol, Javier Fernandez, dava o apito inicial e logo cedo o Braga começou a ameaçar. Foram quatro ameças logo nos primeiros minutos de jogo. Depois dessas quatro oportunidades, surgiu o golo. O capitão Fransérgio encheu o pé fora de área e fez o primeiro para os bracarenses.

Decorridos apenas 10 minutos estava feito o 1-0. A equipa da casa reagiu logo a seguir mas o guarda-redes do Braga estava atento. O jogo prosseguiu um pouco mais calmo, mas muito partido. Ora atacava uma equipa, ora atacava outra. Mas o Braga estava por cima. Morales ainda tentou ameaçar de novo, mas Matheus estava seguro.

Chegava a meia hora de jogo e os “guerreiros” começaram a ir para cima dos Rangers. Trincão ameçou uma e duas vezes. Galeno também tentou a sua sorte mas sem sucesso. O Braga estava por cima e chegada a hora do intervalo havia que recarregar as energias para a segunda parte.

As equipas voltaram do balneário, e de certo que por um lado, o de Rúben Amorim, havia que motivar a equipa para mais, e por outro, o de Gerrard, havia que puxar pela equipa por uma melhor segunda parte, visto que era importante ganhar em casa.

A verdade é que foi o Braga a ameaçar primeiro. O capitão voltou a ameaçar de novo fora de área, com um remate de pé esquerdo à trave. Contudo, os Rangers começaram a reagir. Morales, o jogador mais perigoso até à altura dos Rangers, tentou em primeiro lugar aos 55 minutos com um remate de pé direito, mas Matheus defendeu. Logo a seguir, na cara do guarda-redes do Braga, Morales falhou de novo aquele que seria o 1-1. Entretanto tinha entrado Joe Aribo para o lugar de Glen Kamara.

Depois destas duas grandes oportunidades, com o Braga a jogar bom futebol, os guerreiros aumentaram a sua vantagem. Trincão meteu a bola em Ruiz, e com toda a firmeza o avançado meteu a bola no canto inferior esquerdo.

Logo a seguir do golo João Palhinha teve oportunidade para fazer o 3-0. Na cara do guarda-redes mandou a bola para o centro da baliza e não conseguiu fazer o golo. Ultima meia hora de jogo e o Braga começou a ver-se apertado. Gerrard mandou subir a equipa e os Rangers começavam a ter mais bola.

Até que o golo surgiu para a equipa da casa. Hagi do flanco direito puxa para dentro e remate para dentro da baliza sem hipótese para Matheus.

Nesta mesma altura, Gerrard lançou Kamberi para o lugar de Ryan Kent. Rúben Amorim também mexeu e lançou Ricardo Horta para o lugar do autor do segundo golo, Abel Ruiz. O jogo continuou e os Rangers estavam com mais vontade. Apareceu o 2-2. Joe Aribo, com alguma sorte à mistura, levou a bola e levou até que conseguiu levar a bola até dentro de área para fazer golo.

A vida do Braga estava agora mais complicada, pois o 2-0 era um excelente resultado para a primeira mão da eliminatória. No entanto neste fim de jogo os Rangers estavam mais perigosos e por cima do jogo. Aos 83 minutos os Rangers deram a volta. Através de um livre Hagi, homem do jogo, meteu a bola na baliza depois de ter desviado na barreira.

Até ao fim foi só gerir o jogo. Uma reviravolta que não estava de todo aos olhos dos bracarenses, mas que acabou por acontecer. Este de certo que não é o resultado que os guerreiros mereciam, pelo que jogaram e mostraram em campo. O Braga agora tem a sua vida dificultada, mas continua tudo em aberto.

 

João Marques

Nasci nos Açores, mais propriamente na Ilha Terceira. Actualmente estou a estudar Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. O desporto nasceu comigo e a paixão pelas letras já vem desde tenra idade.