Blues goleiam Gunners e conquistam a Liga Europa

A final londrina em Baku terminou com festejos blues. Chelsea e Arsenal defrontaram-se hoje no jogo decisivo da Liga Europa e foram os homens de Maurizio Sarri que levaram a melhor. Após um nulo ao intervalo, o Chelsea foi demolidor na segunda parte e goleou o Arsenal por 4-1. Hazard (2) e Giroud marcaram os golos da vitória, enquanto Iwobi marcou o tento de honra para os gunners.

Era um jogo que prometia este. Na primeira final europeia da semana, defrontavam-se dois rivais que procuravam vencer o seu único troféu da época. De um lado, os homens de Unai Emery que procurava vencer a Liga Europa pela quarta vez na sua carreira e do outro, a equipa do Chelsea que pretendia repetir o feito alcançado em 2013, na altura frente ao Benfica.

O início do jogo não correspondeu, de todo, às expetativas. Notava-se o medo de ambas formações em arriscar e assistíamos a um jogo protagonizado por duas equipas presas e amarradas.

Contudo, a primeira equipa a assumir as rédeas da partida foi o Arsenal. Os gunners começaram a ganhar a maior parte dos duelos no meio-campo e o ascendente ofensivo passou a ser deles. O sinal de maior perigo aconteceu por volta do minuto 28, quando Granit Xhaka desferiu uma bomba de fora de área que tirou tinta à barra da baliza de Kepa.

Apesar do maior ascendente do Arsenal, o jogo continuava muito morno. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Chelsea começou a querer aparecer no jogo e dispôs de uma boa oportunidade para passar para a frente do marcador. Aos 34 minutos, Emerson rematou para boa defesa de Cech. Este foi o primeiro remate enquadrado com a baliza, no jogo.

Chegámos ao fim da primeira parte com um nulo no resultado. Nada faria prever aquilo que viria a acontecer na segunda parte. O Chelsea entrou com tudo e não demorou muito tempo a chegar à vantagem.

Aos 49 minutos, cruzamento de Emerson e Giroud colocou os blues em vantagem, frente à sua antiga equipa, com um cabeceamento sem hipóteses para Petr Cech. O Arsenal tentava reagir, mas não consegui contrariar o bom trabalho defensivo do Chelsea nesta fase do jogo.

Por volta do minuto 60, uma perda de bola de Aubameyang no seu meio-campo defensivo fez com que Pedro aumentasse a vantagem do Chelsea e com que a missão do Arsenal ficasse cada vez mais complicada. De complicada, rapidamente passou a impossível.

Nem 5 minutos tinham passado depois do 2-0, e já Eden Hazard estava com a bola na mão para bater a grande penalidade que dava o 3-0 e garantia, quase a 100%, a Liga Europa para o Chelsea. Em 20 minutos, a equipa de Unay Emery deitou tudo a perder.

Ainda surgiu uma réstia de esperança quando Iwobi reduziu ao minuto 69’, mas dois minutos depois, Eden Hazard voltou a faturar e arrumou com a questão. O belga, que talvez tenha realizado hoje o último jogo pelos blues, fez uma exibição espetacular, marcando 2 dos 4 golos da vitória.

Até ao fim, o Chelsea ainda dispôs de algumas oportunidades para aumentar a vantagem, mas Cech não o permitiu. Grande vitória para o Chelsea, que devido à grande segunda parte que realizou, conseguiu golear o rival da mesma cidade e conquistar a Liga Europa 6 anos depois.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.