Yaggo Gomes: Um “craque” cuja humildade o faz rejeitar tal rótulo

Bilhete de Identidade:                                                    

Nome: Yaggo Vitorino Silva Gomes

Data de nascimento: 1993-06-08

Nacionalidade: Luso-brasileira

Peso: 65 kg

Altura: 1,75 cm

Posição: Avançado / Extremo

Número: 9

 

O convidado desta semana tem feito a sua carreira desportiva em solo algarvio. Veio do Flamengo e conta com uma década no futebol português. É pai de um menino que talvez venha a seguir as pisadas do pai…e veste de azul, ao serviço do Clube de Futebol Os Armacenenses.

Yaggo obrigado por teres aceite o desafio do Ambidestro. Vou dividir a entreviste em 4 momentos: passado, presente, perspectivas de futuro e perguntas de resposta rápida tipo pênalti…

 

AMBIDESTRO: Iniciaste-te no futebol, ainda no Brasil, conta-nos como este apareceu na tua vida

 

Yaggo: Sempre fui apaixonado pelo futebol e desde pequeno sempre gostei de jogar, fosse na rua, na escola ou num clube, tudo o que mais gostava era de ter a bola por perto

 

AMBIDESTRO: A posição em campo que ocupas hoje, sempre foi a mais confortável para ti ou no inicio estiveste em sectores mais recuados ?

Yaggo: Por incrível que pareça apesar de ter 1.75 sempre fui ponta de lança. Desde pequeno sempre tive facilidade em “encostar para a baliza” mas chegando aos seniores, fui colocado no lado esquerdo e onde gosto mais de jogar é como extremo esquerdo, onde tenho mais liberdade de acção, não ficando limitado na frente como referência

AMBIDESTRO: Chegaste a Portugal vindo do Flamengo para representares as cores do Farense, então na época de 2008/2009. Que diferenças encontraste nesta transição quer a nível de método de treino, quer em termos de ambiente futebolístico ?
Yaggo: As diferenças que encontrei não foram muitas em termos de futebol até porque, ainda era iniciado e pouco havia de diferente. Só mesmo a parte táctica é que aqui desde os iniciados já é trabalhada e se tenta desde cedo, ensinar aos jogadores
AMBIDESTRO: Tens feito a tua carreira desportiva em Portugal, sempre em território algarvio. Deixaste o Farense para rumares ao Louletano onde estiveste três épocas, iniciando-te nos juniores até chegares ao plantel principal e fazeres a tua estreia, como senior. Que memórias guardas desse tempo ?
Yaggo: São tempos muito bons onde só respirava futebol, não trabalhava, não tinha nenhuma pressão, apenas jogava e era feliz em fazer o que gostava. Só tenho mesmo a agradecer ao Louletano porque foi onde me deram valor acrescentado e acabei por sair como “homem feito”
AMBIDESTRO: Depois passas pelo Lagoa, fazes duas epocas no Faro e Benfica e em 2015/16, no Lusitano VRSA que no meu entender, é onde a tua carreira ganha mais visibilidade em Portugal. Num clube teoricamente mais forte e mais dificil de lutar pela titularidade, tu foste muitas vezes, a opção do mister, tínhamos um Yaggo menos irreverente e em franco crescimento e mais focado nos objectivos ?
Yaggo: Sim, tínhamos um Yaggo mas maduro e com a cabeça no lugar…. Os primeiros anos de sénior nunca é fácil para um atleta e quando cheguei a Vila Real apanhei uma boa equipa e um óptimo treinador (Ivo Soares), onde evoluí bastante e tive que ser paciente e esperar pela minha oportunidade, depois sim, comecei a ser opção e jogar com regularidade
AMBIDESTRO: Na época seguinte sais para o Castrense onde ficas uma temporada e meia, até que és transferido para o clube actual Os Armacenenses. Sei que o aspecto logístico e a distância percorrida, contribuíram para a ida para o emblema de Armação de Pera, certo ?
Yaggo: Sim tive algumas coisas que me fizeram optar por sair para poder estar bem e para isso acontecer, gosto de ter a família por perto o que me possibilita estar mais concentrado no
futebol
Com insígnías de Campeão Distrital ao serviço do FC Castrense na época 2016 / 17
Temos abordado o teu passado, vamos falar um pouco do actual momento ao serviço do Armacenenses
AMBIDESTRO: Esta época ao serviço do Armacenenses tens justificado e bem, a aposta do clube em ti. Sei que foste abordado na pré-época para saíres para outros clubes mas a opção recaiu no clube algarvio, onde sei que estás satisfeito até porque, alem do aspecto desportivo, tens a família no Algarve também. Esta época já fizeste o gosto ao pé e até já assististe para um colega marcar. Esta temporada, podemos contar com um Yaggo goleador e mais ofensivo que nunca ?
Yaggo: Não faço promessas. No futebol tudo muda, hoje sou o maior e amanhã já não sou, por isso, fico tranquilo treinando e tentando fazer o meu melhor para no final das contas, aí sim, fazer um balanço do que aconteceu. O que podem esperar é um Yaggo que na hora que for preciso e for chamado ao serviço, lá estará muito presente, empenhado e forte 💪🏻
AMBIDESTRO: Passaram à segunda eliminatória na taça de Portugal e apesar do campeonato ainda estar no inicio, até onde pode ir este Armacenenses ?
Yaggo: Nós vamos jogo a jogo, tentar levar o Armacenenses o mais longe possível e sempre com uma boa imagem no futebol desenvolvido em campo
AMBIDESTRO: Facilmente assistes para finalizarem, mas sei que gostas e tens facilidade em aparecer no momento de finalização. Como te descreves como jogador ?
Yaggo: Não é fácil descrever-me mas acho que sou um jogador com alguma criatividade, tenho uma capacidade enorme de lutar para vencer e considero que tenho um toque de sorte ao meu lado
AMBIDESTRO: Conta-nos como é o teu dia a dia durante a semana de treinos
Yaggo: O meu dia a dia não é de um atleta normal. Acordo e vou trabalhar para o Aquashow e depois vou treinar ao fim do dia, chego a casa por volta das onze e é sempre assim até sábado, quando estou com a família. É trabalhar, treinar e casa, não há tempo para mais nada
Tem sido um prazer a conversa, importa agora abordar as tuas perspectivas para o futuro
AMBIDESTRO: Actualmente estás com 25 anos e tal como falei à pouco, sei que tens sido observado por outros clubes. Faz parte da tua ambição saíres para outras ligas ?
Yaggo: Faz parte da minha ambição tal como de todo o jogador, gostar de algum dia, ser profissional e nesse sentido, dedicar apenas o meu esforço e trabalho ao futebol
AMBIDESTRO: Até onde gostavas de ir no Futebol ?
Yaggo: No futebol apenas gostava de ser profissional seja em que equipa, liga ou lugar, apenas respirar futebol diariamente era o que queria
AMBIDESTRO: Se surgisse uma proposta fora de Portugal, ficarias tentado a uma nova experiência internacional ?
Yaggo: Claro como sempre digo desde que seja algo sério, bom e com muito profissionalismo, estarei sempre disposto
AMBIDESTRO: Yaggo estamos quase a terminar. Vou fazer-te agora uma série de perguntas de resposta rápida no âmbito da rubrica:
           

Fora das quatro linhas

          
Prato favorito: Picanha com arroz e feijão
Música preferida: Gosto de todos os tipos de musica mas “Eminem” é o que mais me marca
Filme favorito: Avangers da Marvel
Tempos livres: Estar com a família e passear com o filho no parque para jogar a bola
Jogador que mais admiras: Muito fácil, o Neymar
Treinador que mais te marcou: Ivo Soares foi o que me despertou mais interesse em jogar. A nível mundial é o José Mourinho
Melhor jogador de sempre: Ronaldo o fenómeno
Em meu nome e em nome da equipa Ambidestro, muito obrigado por este momento. Votos das maiores felicidades pessoais e desportivas.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.