Aurélio Pereira: UEFA distingue o “Senhor formação”

Aurélio Pereira ou tal como é conhecido, o “senhor formação”, por proposta da FPF, foi distinguido hoje com a Ordem de Mérito da UEFA. A cerimónia ocorreu em Bratislava e foi a filha Mafalda Pereira que recebeu a distinção.
Aurélio Pereira foi jogador, treinador e, acima de tudo, uma das maiores autoridades mundiais no futebol de formação e respectiva prospeção de talentos que permitiu ao futebol português, conhecer nomes como os de Paulo Futre, Luís Figo, Ricardo Quaresma, Simão Saborosa, Nani ou Cristiano Ronaldo.

O prémio surge na sequência de uma proposta federativa cuja missiva enviada à UEFA, sublinhou os quase 50 anos de serviço ao Sporting Clube de Portugal, primeiro como treinador e, depois, como chefe do departamento de scouting que chefia há já 29 anos.

 

A Federação Portuguesa Futebol reconhece e recorda ainda que, dez dos jogadores que conquistaram, em 2016, o título de campeão da Europa foram descobertos pelo departamento chefiado por Aurélio Pereira.

Em declarações ao fpf.pt, Aurélio Pereira disse que: “Não sei se mereço esta distinção mas sei que gostei muito de ser reconhecido”

Como é apanágio dos grandes homens, o “senhor formação” deixou uma mensagem de gratidão: “Ninguém faz nada sozinho e queria agradecer todos os que me ajudaram neste trabalho. É uma vitória de todos e, como diria o Professor Moniz Pereira, valeu a pena”

Fernando Gomes, Presidente da FPF, fez questão de parabenizar a escolha da UEFA e congratulou Aurélio Pereira: “É uma figura marcante da nossa história recente do futebol. Pelo seu trajeto como jogador, como treinador e depois como grande responsável da criação do departamento de scouting do Sporting onde descobriu valores como o Cristiano e o Figo mas também outros que ainda recentemente tiveram oportunidade de participar no Europeu em França e que brilhantemente conquistaram o título Europeu de 2016 tais como Rui Patrício, Adrien, William Carvalho…”, concluiu.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente e com fair-play.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.