Gedson Junior: do Brasil para Portugal à procura do sonho

Bilhete de identidade

Nome: Gedson Parucci Félix Junior
Data de nascimento: 1993-10-06 (24 anos)
Peso: 75 kg
Altura: 1.82cm
Naturalidade: Santo António do Paraíso (Brasil)
Clube actual: Centro Cultural e Desportivo Minas de Argozelo

 

Nasceu no Brasil, mas está em solo luso desde os 12 anos. Este jovem jogador de perfil acelerador, faz da velocidade e da potência de remate os seus maiores trunfos. Bastante oportuno na criação de desequilíbrios em lances ofensivos de um para um, tem tudo para dar o salto para uma divisão acima.

A convite do AMBIDESTRO aceitou falar um pouco do seu percurso como profissional, mas também da vida pessoal.

 


AMBIDESTRO Nasceste no Brasil, mas estás em Portugal há 12 anos. Onde começaste a dar os primeiros toques? Cá ou lá? 

Gedson Junior – Comecei a jogar lá, na minha cidade. Vivia no Paraná, numa cidade chamada Santo António do Paraíso… é muito pequena tem aproximadamente 4000 habitantes, penso eu. Jogava futsal e futebol 11, mas não era em nenhum clube federado.

 

Gedson no Alverca… quando tudo começou.

AMBIDESTRO  Qual foi o teu primeiro clube em Portugal?

Gedson Junior – Foi o Alverca. Fui a treinos de captações (na altura era iniciado de primeiro ano). E lembro-me que havia uns 50 jogadores em captações, eram mesmo muitos. Estive lá durante duas épocas. Mas na altura eu era muito pequeno e não jogava com regularidade, então decidi ir para o Vialonga porque sentia que precisava de jogar. No segundo ano que estive no Alverca subimos para a primeira nacional.

 

AMBIDESTRO – Como foi a tua transição de junior para senior?

Gedson Junior – Foi muito boa porque tive a sorte de estar numa equipa que é o Juventude da Castanheira, onde joguei quatro épocas (duas épocas como junior e duas como senior). Era muito acarinhado lá e nessa altura fazia muitos golos e assistências. Penso que por essas razões posso classificar a minha transição como muito boa.

 

AMBIDESTRO – Este é o teu primeiro ano no Minas de Argozelo. O que tens a dizer sobre este clube?

Gedson Junior – Penso que é uma equipa que está a tornar-se cada vez mais forte, jogo após jogo. O mais complicado foi a regularidade da equipa visto que foram entrando jogadores aos poucos. No entanto são jogadores que vêm acrescentar mais qualidade à equipa.

 

AMBIDESTRO – Neste momento somas quatro golos, em oito jogos. O que tens a dizer deste teu arranque de época? 

Gedson Junior – Penso que está a ser positivo, pois a equipa tem ajudado para que isso aconteça. Vim para aqui com o intuito de vingar no futebol e dou sempre o máximo de mim em todos os jogos. Fico contente por aquilo que tenho conquistado, mas tento esquecer um pouco e pensar naquilo que posso fazer melhor daqui para frente.

 

AMBIDESTRO – Estás no futebol a tempo inteiro ou tens outra profissão?

Gedson Junior – Estou a tempo inteiro, pela simples razão de querer focar-me apenas nisto. Não é mentira nenhuma que ao trabalhar me iria ajudar financeiramente, mas para ter umas coisas às vezes temos que abdicar de outras. O importante agora para mim é continuar a fazer boas exibições e para isso tenho de estar bem fisicamente e mentalmente.

 

AMBIDESTRO – Objetivos a curto e longo prazo?

Gedson Junior – A curto prazo é continuar a fazer boas exibições, fazer cada vez melhor e ajudar a equipa a ganhar jogos. A longo prazo é jogar numa segunda liga porque acho que podia fazer mais e melhor.

 

AMBIDESTRO – Qual é o teu maior sonho no futebol?

Gedson Junior – Sinceramente o meu maior sonho no futebol é chegar o mais longe possível e fazer disto vida.

 

AMBIDESTRO – Qual o melhor e o pior momento da tua ainda curta carreira?

Gedson com o emblema do Vilaverdense ao peito, num jogo frente ao Pedras Salgadas.

Gedson Junior – Penso que o melhor momento foi quando decidi sair de Lisboa e ir para Braga jogar, foi um lugar onde aprendi muito mesmo com um grande homem que é o António Barbosa, atual treinador do Vilaverdense. O pior momento penso que foi quando estive no Carregado… que as coisas não correram como queria daí ter ido para Braga.

 

AMBIDESTRO – Preferes o futebol português ou o brasileiro?

Gedson Junior – Adoro o futebol brasileiro por ter jogadores que podem fazer a diferença de um momento para outro, mas penso que prefiro o português porque é muito competitivo e eu gosto disso.

 

AMBIDESTRO – Existe algum clube que gostarias de representar em Portugal?

Gedson Junior – O Sporting Clube de Portugal, é um dos meus sonhos desde de que cheguei a Portugal, sem dúvida.

 

AMBIDESTRO – Como te descreves enquanto jogador?

Gedson Junior – Acho que sou um jogador rápido, com um bom poder de aceleração, móvel, boa visão de jogo, forte nos cruzamentos e com um bom remate.


 

FORA DAS QUATRO LINHAS

Música favorita: Não tenho uma música preferida, gosto de muitas
Prato favorito: Bacalhau com natas
Tempos livres:
Gosto de ir ao cinema , estar com a minha mãe, com amigos meus e ouvir música
Talento escondido: Não tenho nenhum para além do futebol
Ídolo de infância: Ronaldo “O Fenómeno”
Filme favorito: Os Condenados de Shawshank
Treinador que mais te marcou: Antonio Barbosa
Melhor jogador da actualidade: Ronaldo/Messi. Penso que são os dois fora do normal não consigo gostar só mesmo de um
Melhor equipa que viste jogar: Barcelona de Pep Guardiola


Em meu nome pessoal quero agradecer a disponibilidade e simpatia do Gedson. Desejo-te as maiores felicidades pessoais e profissionais.

Junte-se a nós no facebook em AMBIDESTRO

Ricardo Rocha Cruz

Confiante, resolvido consigo mesmo e ousado. Prazer, chamo-me Ricardo Cruz. Bem-vindos ao meu novo projeto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.