João Nunes: muralha lusa em solo polaco

Bilhete de identidade

Nome: João Aniceto Grandela Nunes

Data de Nascimento: 19/11/1995

Naturalidade: Setúbal

Peso: 79 kg

Altura: 1,87 m

Posição: defesa-central (outras: lateral direito, médio centro)

Destro e com personalidade forte na forma como encara e se compromete com o jogo. Uma frase curta e simples que descreve da melhor forma João Nunes, defesa central dos polacos do Lechia Gdansk. Líder por natureza, o jovem jogador que esteve 10 anos ao serviço do Benfica, espalha talento latino em terras do leste. A convite do AMBIDESTRO aceitou falar um pouco do seu percurso como profissional, mas também da vida pessoal.

AMBIDESTRO – Estás no Lechia Gdansk há uma época. Que balanço fazes dos primeiros meses desta aventura? 

João Nunes – A primeira época correu bem, apesar de não termos atingido o nosso objetivo. No início da época determinámos como objetivo a qualificação para as competições europeias, mas não conseguimos. Acabámos com os mesmos pontos do 2º e 3º classificado.

AMBIDESTRO – Esta foi a primeira experiência fora do país. Quem é que te acompanhou nesta mudança? 

João Nunes -minha mãe acompanhou-me nesta aventura. Foi uma mudança muito rápida e foi uma pessoa bastante importante para a minha adaptação.

AMBIDESTRO – Quão demorada foi a adaptação? Notaste grandes diferenças relativamente à cultura portuguesa? 

João Nunes -A adaptação foi demorada devido ao idioma, pois é muito complicado. Os polacos inicialmente são pessoas um pouco fechadas ao contrário do que estamos habituados aqui em Portugal.

AMBIDESTRO – Quando mudaste de clube sabias alguma coisa da língua polaca? Sentes que já estás perfeitamente integrado no balneário? 

João Nunes – Quando cheguei à Polónia não sabia nada de polaco e inicialmente foi complicado. Ao fim de uma época já entendo praticamente tudo e já consigo falar algumas coisas. Fui muito bem recebido e com o passar do tempo integrei-me bem no balneário.

AMBIDESTRO – Quais as principais diferenças que encontras entre o futebol polaco e o português?

João Nunes – O futebol polaco é mais físico e rápido, mas tem muita qualidade! Ao contrário do que as pessoas pensam, é um jogo tecnicamente bastante evoluído. Agora, ao ver os jogos do campeonato português, acho um jogo mais lento.

AMBIDESTRO – Tens o sonho de voltar ao Benfica? É o teu clube do coração? 

João Nunes – Sim, ainda alimento o sonho de voltar ao Benfica. Claro que sim, o Benfica e o Vitória.

AMBIDESTRO – Saudade… uma palavra que só os portugueses conhecem o real significado. E tu? Do que sentes mais saudade? 

João Nunes – Saudades… principalmente da comida e do tempo! Apesar de ter bastantes alimentos portugueses, pois tenho um supermercado português.

AMBIDESTRO – Quais as principais características do teu jogo e que aspetos crês que tens de melhorar?

João Nunes – Considero-me um central rápido e com bom posicionamento. Na minha opinião tenho que aumentar os índices de agressividade, o que tem acontecido no campeonato polaco.

AMBIDESTRO – Daqui a 15 anos… esperas estar a fazer o quê? 

João Nunes – Daqui a 15 anos espero ainda ser profissional de futebol, se o meu corpo ainda o permitir.

Nº de internacionalizações – 53

Percurso

1º de Maio da Varzinha – (escolinha do Quinito) 2003/2004, 2004/2005;

SL Benfica – 2005/2006; 2006/2007; 2007/2008; 2008/2009; 2009/2010; 2010/2011; 2011/2012; 2012/2013; 2013/2014; 2014/2015; 2015/2016;

Lechia Gdansk – 2016/2017.

Dia da estreia como profissional: 06/01/2013

Primeiro golo como profissional: 20/09/2015

Fisicamente forte e disponível, João Nunes, demonstra determinação, velocidade e agressividade na abordagem ao desarme, assim como, argumentos no jogo aéreo para garantir segurança e consistência ao sector recuado.

Capaz a assumir decisões participa nos primeiros momentos de saída da equipa, ora assumindo acções de condução, ora colocando passes progressivos eficazes e objectivos. João Nunes é um dos nomes portugueses a ter em conta. Embora distante, este jovem promissor não passa despercebido em solo polaco. No horizonte vive o sonho de voltar a Portugal… e ao Benfica.

Fora das quatro linhas

Música favorita: Frank Ocean – Thinking about you

Banda/s favorita/s: Drake, Frank Ocean

Prato favorito: peixe grelhado e arroz de pato

Tempos livres: cinema, passear, ler

Talento escondido: cozinhar

Ídolo de infância: Ricardo Carvalho, Maldini

—————————————-

Em meu nome pessoal quero agradecer a disponibilidade e simpatia do João Nunes. Desejo-te as maiores felicidades pessoais e profissionais.

Junte-se a nós no facebook em AMBIDESTRO

Ricardo Rocha Cruz

Confiante, resolvido consigo mesmo e ousado. Prazer, chamo-me Ricardo Cruz. Bem-vindos ao meu novo projeto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.