Jogadores do Union Berlin abdicam dos ordenados para ajudar o clube

O Union Berlin anunciou esta quarta-feira à noite, em forma de comunicado, que os jogadores e a equipa técnica da equipa principal, que atua na Bundesliga, decidiram abdicar dos respetivos ordenados até ao fim da pandemia de Covid-19 para salvaguardar a saúde financeira do clube.

Esta medida surge por o clube alemão se ter agora visto privado das receitas provenientes da venda de bilhetes, de patrocínios e de direitos televisivos devido à suspensão das atividades desportivas por causa do surto de Covid-19 que já afeta um pouco por todo o mundo. O objetivo passa por assegurar que o clube se mantém financeiramente viável.

Temos de lidar com circunstâncias excecionais. O propósito do nosso clube é o futebol. Se deixar de existir, queimará o centro da nossa existência. Os treinadores, funcionários, plantel e equipa técnica trabalharam arduamente nos últimos meses para assegurar o sucesso na Bundesliga“, afirma Dirk Zingler, presidente do Union Berlin.

Agora, estão a abdicar de muito dinheiro para que ultrapassemos esta crise juntos. Esta disponibilidade não pode ser devidamente creditada a nenhum dos envolvidos. Da parte da direção do clube, gostaria de agradecer-lhes pelo apoio. Como clube, conquistaremos os desafios que temos pelo frente, e será mais provável que o consigamos fazer se trabalharmos enquanto família do Union“, concluiu.

Além do clube que ocupa atualmente a 11ª posição do principal campeonato alemão, também outros clubes têm anunciado outras medidas para tentar contornar os problemas provenientes desta paragem. Equipas como o Bayern Munique, o Borussia Dortmund, o Bayern Leverkusen, o Leipzig, o Werder Bremen, o Schalke 04 e o Borussia Monchengladbach anunciaram nos últimos dias que os seus jogadores aceitaram uma redução nos seus salários para proteger os seus respetivos clubes.

Também esta quarta-feira o diário alemão Bild noticiou que os quatro clubes mais poderosos financeiramente da Bundesliga – Bayern Munique, Borussia Dortmund, Leipzig e Bayern Leverkusen – pretendem doar 20 milhões de euros para um fundo solidário, com o objetivo de distribuir esse valor pelos clubes mais necessitados das dus principais divisões alemãs.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.