Liga Europa: Leão de garras afiadas mais próximo dos oitavos

O Sporting recebeu e venceu o Basaksehir, da Turquia, por 3-1 na primeira mão dos 16avos de final da Liga Europa, em Alvalade. Coates, Vietto e Sporar fizeram os golos que colocam os leões mais próximos da passagem à próxima fase.

Do lado do Sporting, Silas escolheu Maximiano; Ristovski, Coates Neto e Acuña; Battaglia, Wendel e Vietto; Jovane, Sporar e Bolasie.

Por outro lado, a formação turca alinhou com Gunok; Júnior Caiçara, Ponck, Epureanu e Clichy; Mahmut, Kahveci e Crivelli; Visca, Elia e Demba Ba.

O Sporting, juntamente com o Benfica, inaugurou a caminhada portuguesa nos 16avos de final da Liga Europa, recebendo o Basaksehir em Alvalade e não podia ter começado da melhor forma.

Logo ao minuto três, quando ainda havia pessoas a sentar-se nas bancadas, os leões bateram um canto na direita e no coração da área surgiu Coates completamente isolado para inaugurar o marcador. 1-0 em Alvalade e grande começo do Sporting.

Após o golo leonino, a formação lisboeta não baixou os braços e continuou a tentar aumentar a contagem. Contudo, a ineficácia foi a ordem do dia nos minutos seguintes, com várias oportunidades desperdiçadas pela turma verde e branca. Battaglia, Sporar e Bolasie, todos tentaram o golo.

A pressão e a intensidade leonina viria mesmo a dar frutos. Ao minuto 26, Sporar isolou-se na cara do guardião adversário, atirou ao poste e na recarga Jovane não perdoou e ampliou a vantagem, ou pelo menos era o que se pensava. Isto, porque o avançado esloveno estava em fora-de-jogo no momento do passe, sendo o lance anulado após intervenção do VAR.

O lance foi anulado, mas nem por isso o Sporting baixou os braços e, logo dois minutos após o que seria o golo de Jovane, Bolasie arrancou pela ala direita e quase fez um grande golo, a bola acabou por passar rente ao poste mais distante.

Depois desta boa entrada do Sporting, o jogo acabou por acalmar um pouco e os próprios leões baixaram ligeiramente as linhas, dando mais espaço ao Basaksehir para ter bola. No entanto, a formação turca demonstrou uma notória falta de criatividade no último terço do terreno, o que ficou bem demonstrado pelos zero remates que realizaram na primeira parte.

Depois de várias ameaças, especialmente na primeira meia hora, o Sporting não perdoou e ampliou mesmo a vantagem. Circulação de bola no miolo do campo, o meio campo verde e branco encontrou Ristovski no lado direito e o lateral cruzou de primeira para o coração da área, onde surgiu Andraz Sporar, para fazer o seu primeiro golo pelo Sporting. O avançado rematou rasteiro para o canto da baliza, não dando hipóteses a Gunok. Sporar continua de pé quente na Liga Europa, onde já soma seis golos.

O golo chegou mesmo em cima do intervalo e espelhou bem o que foi a primeira parte, onde o Sporting aproveitou bem a falta de criatividade turca e foi, acima de tudo, eficaz e pressionante, justificando-se assim o 2-0.

Os segundos 45 minutos começaram e pouco mudou. Prova disso foi que os leões chegaram mais uma vez a um golo madrugador. Após uma boa circulação de bola, Wendel encontrou Vietto já dentro da área. O avanado argentino ainda teve alguma sorte num ressalto de bola, mas acabou por ficar isolado na cara de Gunok e com classe desviou o esférico do guardião, fazendo o 3-0. Começava a cheirar a goleada em Alvalade.

Pouco tempo depois, adeptos e jogadores sportinguistas ficaram a pedir penalti de Gunok sobre Jovane Cabral, mas o juiz da partida Anthony Taylor.

Uma hora de jogo, foi este o tempo necessário para que os visitantes criassem perigo junto da baliza de Luís Maximiano. Cruzamento na esquerda, defensiva leonina um pouco mal batida e Visca surgiu isolado no coração da área. O extremo bósnio rematou com força, de pé esquerdo, mas Max estava atento e fez uma boa defesa.

A chegada do 3-0 levou os leões a baixarem novamente as suas linhas e foi frequente ver todos os 11 jogadores atrás da linha da bola. A posse de bola estava do lado turco, mas a passividade e falta de criatividade ofensiva era permanente. O ritmo de jogo estava cada vez mais baixo.

O ritmo mais baixo acabou por beneficiar o Basaksehir, que ao minuto 75 ganhou um penalti, após uma falta de Luís Neto. Edin Visca foi chamado a bater e aí não perdoou. Bola num lado, Maximiano no outro, 3-1 em Alvalade.

Até ao final da partida, pouco houve a acrescentar, com exceção de uma grande jogada individual de Bolasie, que terminou no poste direito de Gunok. Os leões terminaram a primeira-mão com uma boa vantagem de 3-1 e colocaram um pé na próxima fase. A segunda mão será jogada daqui a uma semana, dia 27 de fevereiro, na Turquia, onde os leões poderão confirmar a qualificação para os oitavos de final.

 

Fonte da Imagem: Global Images

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.