Selecção sub-16 fecha torneio algarvio sem derrotas

A Seleção Nacional sub-16 venceu esta terça-feira, em Vila Real de Santo António, a formação alemã por 3-2 em jogo a contar para a 3.ª jornada do Torneio Desenvolvimento da UEFA. Os pupilos de Joaquim Milheiro carimbaram a vitória com um golo de Ricardo Marques à passagem do minuto 74, ficando no segundo lugar da competição.

 

 

O conjunto alemão inaugurou o marcador aos 3´, por intermédio de Daniel Bunk, mas a formação das quinas cedo repôs a igualdade com golo apontado por Miguel Falé aos 9′. Estava decorrida a meia hora de jogo quando os forasteiros voltaram a adiantar-se no marcador com golo de Semin Kojic, mas Miguel Falé estava destinado a não deixar a vantagem germânica por muito tempo e bisou na partida à passagem do minuto 36′, levando o resultado empatado para o intervalo.

No regresso para a etapa complementar, só a vitória interessava à equipa lusa e o mister Joaquim Milheiro fez diversas alterações que vieram a traduzir-se em sucesso, Ricardo Marques foi chamado a jogo aos 63′ e passados onze minutos em campo, assinou o golo da vitória da selecção nacional, quando esta estava reduzida a nove unidades.

Portugal encerrou a participação no torneio com um saldo positivo, sem conhecer o amargo sabor da derrota, conquistando duas vitórias, frente à Colômbia (3-1) e Alemanha (3-2), e um empate perante a seleção dos Países Baixos (4-4). No outro jogo do dia, a seleção dos Países Baixos venceu a congénere colombiana por 3-1 e ficou no primeiro lugar do torneio com os mesmos sete pontos que Portugal, mas com vantagem nos golos marcados. O terceiro lugar pertenceu à formação alemã com três pontos, seguindo-se a Colombia sem ter somado qualquer ponto.

Em declarações ao Canal 11, Joaquim Milheiro manifestou estar satisfeito com o desempenho dos seus pupilos: “Estou muito feliz com o desempenho da equipa neste jogo porque fomos fiéis à nossa identidade, iguais a nós próprios, e tivemos um querer e uma determinação que tem vindo a caracterizar estes jogadores. Depois, quem entra continua a dar qualidade e quer permanentemente superar-se. Gostava de destacar o golo da vitória, que conseguimos com 9 jogadores. É um bom indicador e são aprendizagens que devem ficar para o futuro e servir de estímulo para ultrapassar qualquer adversidade que possa aparecer.”

Focado no desenvolvimento dos atletas, Joaquim Milheiro salientou o interesse do torneio: “Este torneio é fundamental para a continuidade do crescimento da equipa. São problemas diferentes, contextos de intensidade mais elevados, novos desafios no jogo perante organizações estruturais diferentes dos adversários. Estamos extremamente felizes por participar neste torneio porque sentimos que contribuímos para o desenvolvimento individual e coletivo do nosso grupo.”

 

Ficha de jogo
Torneio Desenvolvimento da UEFA – 3.ª jornada
Estádio Municial de Vila Real de Santo António

Árbitro: Reinoud Weiland (Holanda)
Árbitros assistentes: Jeremy Van Der Leij (Holanda) e Robert Kunst (Holanda)
Quarto árbitro: Robin Van Vereijken (Holanda)

Alemanha 2-3 Portugal (2-2 ao intervalo)

Alemanha: Marian Kirsch; Louis Kolbe (Justin Diehl, 80′), Linus Gechter (Elijah Ceesay, 80′), Nicholas Engels, Pharrel Collins (cap.), Ngufor Anubodem, Umut Tohumcu, Safa Yildirim (Eyup Aydin, 69′), Daniel Bunk (Mehdi Loune, 46′), Semin Kojic e Samuel Bamba (Maximilian Wagner, 69′)
Suplentes não utilizados: Mio Backhaus, Davide Dell’Erba, Giancarlo Lore e Faroukou Cissé
Treinador: Michael Prus
Golos: Daniel Bunk (3′) e Semin Kojic (30′)
Disciplina: cartão amarelo a Daniel Bunk (18′),Safa Yildirim (24′) e Louis Kolbe (2′)

Portugal: Pedro Virgínia; Gonçalo Esteves, António Ribeiro, Gabriel Brás, Francisco Silva (David Monteiro, 46′), Bruno Pires, Diogo Prioste (cap.) (Hugo Félix, 85′), Marco Cruz (Diego Moreira, 63′), Jorge Meireles (Diogo Pinto, 57′), Miguel Falé (Youssef Chermiti, 63′) e Carlos Borges (Ricardo Marques, 63′)
Suplentes não utilizados: Thiago Pereira, Guilherme Coelho, Diogo Monteiro e João Fereira
Treinador: Joaquim Milheiro
Golos: Miguel Falé (9′ e 36′) e Ricardo Marques (74′)
Disciplina: cartão vermelho a Pedro Virgínia (56′); suspensão temporária a Diego Moreira (67′) eYoussef Chermiti (90’+5)

 

Foto de capa: FPF

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....