O que é feito de Fábio Coentrão?

Fábio Coentrão de 31 anos, jogou no Benfica, no Sporting, Real Madrid, entre outros.

O jogador era uma promessa para os atentos em futebol e durante o tempo que esteve ao serviço das águias demonstrou todo o seu potencial em campo, apesar de ter tido um inicio onde foi pouco utilizado.

Enquanto servia as aguais muitos já viam talento naquele que poderia ser um jogador em ascensão. O lateral esquerdo foi mesmo chamado a seleção principal de Carlos Queiroz em 2009, para disputar o play-off, um jogo decisivo do Mundial de 2010 contra Bósnia e Herzegovina, e fazendo a sua estreia na primeira mão a 14 de Novembro. Coentrão fez parte da lista de convocados do lote de jogadores que disputou o Mundial de 2010, na África do Sul.

No ano a seguir rumou até Madrid, onde assinou o contrato por seis temporadas com o Real Madrid encontrando colegas de balneário como Pepe e Cristiano Ronaldo.

Já em terreno espanhol a sua estreia foi bem diferente da estreia no Benfica. O jogador pisou terreno, e num jogo da pré-temporada fez uma assistência a Benzema, e foi mesmo considerado o homem do jogo.

Os tempos de Coentrão em Madrid nem sempre foram um mar de rosas. O jogador foi cometendo alguns erros “fatais” para uma carreira de alto rendimento. Foi por diversas vezes apanhado a fumar, numa altura onde o seu rendimento em campo deixava a desejar. O jogador para além de ter cometido esse erro que já deixava uma serie de pontos de interrogação no ar, também teve algum azar aliado aos seus erros. Uma vez no banco do Real Madrid o jogador, enquanto suplente, decidiu insultar o árbitro e foi castigado com quatro jogos suspensão. Não disputou jogos com o Ajax, Barcelona e Manchester City. Durante esse tempo foi para a seleção nacional e voltou lesionado.

José Mourinho enquanto treinador do Real Madrid, deixou “avisos” ao jogador, uma vez que iria precisar de mais tempo de recuperação do que outros jogadores, já que não levava um estilo de vida adequado para um atleta de alta competição. Chegavam notícias que Coentrão gostava demasiado de sair a noite e voltar a más horas. O jogador mostrou várias vezes que tinha perdido a consciência de distinguir o certo do errado.

O lateral esquerdo a dada altura começou a sair do caminho certo. Aquele caminho com regras e sacrifícios, mas que a longo prazo seria benéfico. Em suma, e vendo o presente vemos as consequências das más escolhas, e de atitudes mal calculadas, aos 31 anos, o jogador português encontra-se sem clube.

Tudo tinha para dar certo, começando pelo talento, mas como nada se faz sem trabalho e sacrifício eis o resultado final.

Deixamos aqui alguns dos melhor momentos do internacional português:

Mariana Lomba

Em 2018, ingressei no ensino superior para estudar Comunicação Empresarial, mas como nada nesta vida é garantido após um ano de estudo a minha faculdade encerrou. Agora, estudo Ciências da Comunicação e como o ditado diz "há males que vem por bem". A minha maior missão é prender-te a ti que estas desse lado ao ecrã. Será que vou conseguir?