Análise à 5ª jornada da Liga dos Campeões

Realizaram-se esta terça e quarta-feira, os jogos referentes à quinta e penúltima jornada da tão célebre Liga dos Campeões. Numa ronda repleta de jogos eletrizantes e de muitos golos, oito equipas (RB Leipzig, Barcelona, Juventus, Man. City, Tottenham, Bayern, PSG e Real Madrid) já carimbaram a presença nos oitavos de final da maior prova de clubes do mundo.

 

No grupo A, os dois jogos realizados deram empate. Na Turquia, o Galatasaray, apesar de estar a ganhar durante quase toda a partida frente ao Club Brugge, sofreu o empate já em tempo de compensação; este resultado ditou o afastamento das mesmas equipas, que na última jornada irão lutar por um lugar na Liga Europa. O outro jogo do grupo pôs frente-a-frente dois grandes do futebol europeu, Real Madrid e Paris Saint Germain; num grande jogo de futebol, os merengues adiantaram-se no marcador por Karim Benzema aos 17 minutos, levando assim a vantagem para o intervalo; na segunda parte, o 9 dos Los Blancos bisou na partida dilatando o marcador para duas bolas a zero; este resultado não demorou muito, visto que a formação francesa apenas precisou de três minutos para restabelecer a igualdade e repartir os pontos. Neste grupo, PSG e Real já carimbaram a passagem para a próxima fase.

O grupo B opôs dois treinadores portugueses, de um lado a estreia de José Mourinho na Champions ao serviço dos Spurs e a armada portuguesa (composta por José Sá, Ruben Semedo e Daniel Podence) liderada pelotambém português Pedro Martins. Desde cedo, a formação grega demonstrou que não ia a Londres para passear e inaugurou o marcador por El Arabi, como se não fosse um choque suficiente para os adeptos dos Spurs, o ex-Sporting Ruben Semedo aumentou a vantagem; já se temia que o fantasma que parecia viver nos últimos tempos no Tottenham voltasse a aparecer mesmo após a saída de Pochettino, mas Dele Alli, em cima do intervalo reduziu a desvantagem e relançou o jogo antes da saída para os balneários.

Na segunda parte o rumo dos acontecimentos mudou e a nova equipa de Mourinho começou a “fazer pela vida”, conseguindo apontar três golos na segunda parte (Aurier fez um e Harry Kane bisou), virando assim o resultado de 1-2 para 4-2.

Por outro lado, na Sérvia, o Estrela Vermelha foi atropelado em casa pelo Bayern de Munique que durante todo o jogo fez questão de mostrar que tinha argumentos bem superiores aos da equipa de Belgrado; de registar ainda sobre este jogo o poker feito por Robert Lewandowski em 15 minutos, o que demonstra a grande forma em que o avançado polaco se encontra. Como era espectável, os Spurs e o Bayern fazem parte das 16 equipas que irão estar presentes nos oitavos de final da competição.

 

Uma das surpresas da ronda foi o empate caseiro do Manchester City contra os ucranianos do Shakhtar no grupo C; num jogo sem grande história e com pouco interesse para a equipa da casa, pois estava quase certa a sua presença nos oitavos, só na segunda parte é que os golos quiseram aparecer, sendo o primeiro tento feito pela equipa da casa por Gundogan e o segundo pelos visitantes por Solomon, acabando assim por se realizar um empate a uma bola.

O outro embate do grupo C mediu forças entre o Atalanta e o Dinamo de Zagreb. Os italianos necessitavam de vencer a partida para ainda sonharem com um lugar na próxima fase e foi isso mesmo que aconteceu; aos 27 minutos Luis Muriel de penalti colocou o Atalanta a vencer e Alejandro Gomez, no início da segunda parte e após uma boa jogada individual, consolida a vitória da equipa da casa por duas bolas a zero. Neste grupo, apenas o Manchester City já passou à fase seguinte, sendo que as três equipas restantes ainda vão discutir o lugar de acesso aos oitavos e à Liga Europa na última jornada.

 

O jogo entre a Juventus e o Atlético de Madrid era um dos mais ansiados de toda a fase de grupos; casa cheia em Turim para assistir ao confronto entre Cristiano Ronaldo e João Félix, os dois “camisa 7” de Portugal, mas, desta vez, não foi um português a resolver a partida, foi um argentino, Paulo Dybala, que para além de ser protagonista de diversos lances dignos de registo, marcou um golaço de livre direto que ditou o resultado final, 1-0.

Bem mais longe, na Rússia, realizou-se o outro jogo do grupo D, o Lokomotiv vs Bayer 04; a formação alemã desde cedo impôs o seu futebol e acabou por conseguir uma vitória por duas bolas a zero em Moscovo. No grupo D, apenas a Juventus garantiu a passagem à próxima fase, sendo que o Atlético e o Bayer são as duas equipas que ainda lutam pela última vaga do grupo.

 

No grupo E, Liverpool, Nápoles e RB Salzburg ainda lutam pelos dois lugares cimeiros do grupo, visto que nesta ronda os Reds empataram em Anfield com a formação italiana por uma bola (golos apontados por Lovren e Dries Mertens) e o RB Salzburg venceu na Bélgica o ultimo classificado do grupo, o Genk por 4-1, num jogo que teve mais um golo marcado por Haland, que já leva oito golos em cinco jogos, apesar dos seus tenros 19 anos.

Dois históricos do futebol mundial defrontaram-se em Camp Nou para a quinta jornada do grupo F, sendo eles o Barcelona e o Borussia Dortmund; o Barcelona, sempre superior, até esteve a ganhar por 3-0 (com golos de todos os jogadores da frente de ataque, ou seja, Lionel Messi, Antoine Griezmann  e Luis Suarez), mas a 10 minutos do final do jogo o Borussia conseguiu reduzir para 3-1 com um golo do prodígio Jadon Sancho; na Republica Checa, a dupla do Inter, Lukaku (um golo e duas assistências) e Lautaro Martinez (dois golos), causaram estragos na defensiva do Slavia de Praga e acabaram por vencer tranquilamente o Slavia de Praga por 3-1. No grupo F, apenas o Barcelona tem passaporte para a próxima fase, enquanto o Borussia Dortmund e o Inter vão ter que lutar por ele na ultima jornada.

 

O Benfica deslocou-se a Leipzig na quarta-feira para lutar por um lugar nos oitavos de final da competição e para isso acontecer era essencial conquistar os três pontos na Alemanha; o Benfica conseguiu chegar ao descanso em vantagem com um golo apontado por Pizzi e na segunda parte ainda esteve a vencer por duas bolas a zero, graças a uma boa jogada individual e finalização de Carlos Vinicius, mas após sofrer dois golos já em período de compensação, viu os seus sonhos caírem por terra e agora apenas consegue sonhar com um lugar que lhe dê acesso à Liga Europa, mas para isso, tem que vencer na próxima partida e contar com a ajuda do Leipzig frente ao Lyon.

O outro jogo deste grupo ditou a vitória do Zenit frente ao Lyon na Rússia por 2-0, com golos de Dzyuba e Ozdoev. No grupo G apenas o Leipzig tem a passagem assegurada e só o Lyon e o Zenit podem lutar pela restante vaga.

 

No grupo H, Ajax, Valência e Chelsea continuam a lutar pelos dois lugares que dão acesso à fase seguinte, pois nesta jornada, o Lille voltou a perder (desta feita frente ao Ajax, por 0-2) e o Chelsea não conseguiu levar de vencida a formação espanhola do Valencia no Mestalla, num grande jogo que acabou empatado 2-2 (os golos do Valencia foram apontados por Soller e Wass e os dos pupilos de Frank Lampard foram marcados por Kovacic e Pulisic).

 

Apesar de existirem algumas indefinições, a quinta jornada já definiu diversas equipas que já ficaram pelo caminho e algumas das equipas que já passaram à próxima ronda; ainda assim existem várias formações que vão ditar o seu futuro na sexta e derradeira jornada, que promete muitos nervos e emoção até ao final, como tem vindo a ser hábito na melhor prova de clubes do mundo.

Alexandre Ribeiro

Nascido e criado na ilha Terceira, nascido e criado para o futebol. Desde cedo aprendi, vivi e vibrei com o desporto rei. A licenciar-me em Ciências da Comunicação na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Com o futebol e a escrita espero proporcionar um espectáculo fora das 4 linhas para todos aqueles que partilhem o gosto pela bola e pelos seus artistas.