Benfica desmente Luz à porta fechada

O Benfica emitiu esta sexta-feira um comunicado a desmentir a notícia avançada pelo jornal “Record” que dava conta da possibilidade das águias serem penalizadas com quatro jogos à porta fechada devido a agressões de adeptos a agentes da PSP após o jogo frente ao Santa Clara, a 18 de maio.

Apesar de desmentir essa interdição do Estádio da Luz, os encarnados confirmam que foram “efetivamente, condenados ao pagamento de uma multa no valor de 14 308,00 euros, numa decisão pública datada de 23 de julho e num processo como tal totalmente concluído do ponto de vista disciplinar.”

Na mesma publicação, o Benfica reforça, inclusive, que “a própria Federação Portuguesa de Futebol já hoje esclareceu tratar-se de um processo jurídico totalmente encerrado ao nível da justiça desportiva” e que desconhece totalmente “existência de um outro qualquer processo.”

Na mesma nota oficial, o clube da Luz “reafirma o seu total empenho em continuar a colaborar em todas as iniciativas que visem pôr fim a quaisquer atos que coloquem em causa a segurança nos recintos desportivos e a construção de um ambiente positivo em torno dos fenómenos desportivos.”

 

Eis o comunicado:

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD, a propósito da notícia que faz hoje a manchete do jornal Record e sob o título “Luz em risco”, informa:

1  Na sequência dos lamentáveis e condenáveis incidentes ocorridos no último Sport Lisboa e Benfica–Santa Clara e no âmbito do processo disciplinar n.º 82-18/19, o Sport Lisboa e Benfica foi efetivamente condenada ao pagamento de uma multa no valor de 14.308,00 €, numa decisão pública datada de 23 de julho e num processo como tal totalmente concluído do ponto de vista disciplinar;

2  Desconhecemos de todo a existência de um outro qualquer processo, sobre o qual nunca fomos notificados;

3 – Registamos e lamentamos o alarmismo de uma notícia em que é o próprio jornal Record que assume que “está ainda no âmbito da Comissão de Instrutores da Liga, que está ainda a investigar os factos… e que será depois o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a decidir, mas tudo depende do enquadramento que for dado aos factos”.

Esta evidência, por si só, revela a credibilidade e consistência da notícia e da manchete, que inclusive a própria FPF já hoje esclareceu tratar-se de um processo jurídico totalmente encerrado ao nível da justiça desportiva.

4 – A Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD lamenta todo o sensacionalismo criado em torno desta manchete, e não quer acreditar que um tema desta natureza possa estar sujeito a recados via jornais, ou pretensas fugas de informação seletivas, por parte de entidade e órgãos com a responsabilidade e deveres dos atrás mencionados.

5 – A Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD reafirma o seu total empenho em continuar a colaborar em todas as iniciativas que visem pôr fim a quaisquer atos que coloquem em causa a segurança nos recintos desportivos e a construção de um ambiente positivo em torno dos fenómenos desportivos.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.