William Saliba, o aprendiz do pai de Mbappé pronto a conquistar o futebol francês

Nome: William Saliba

Data de Nascimento: 2001-03-24 (17 anos)

Altura: 193 cm

Posição: Defesa Central

Clube: Saint-Étienne

Número: 4


A jovem promessa desta semana não podia fazer mais jus à expressão. William Saliba tem apenas 17 anos e já é visto como uma das grandes esperanças do futebol francês. O central começou a dar os seus primeiros passos no futebol no AS Bondy, clube da cidade onde nasceu. Curiosamente, o seu primeiro treinador foi o pai de Kylian Mbappé, também nascido em Bondy. “Wilfrid Mbappé ensinou-me tudo e se estou aqui hoje, é muito graças a ele. Como ele era pai do Kylian, eu ia muitas vezes a casa dele e quando vejo onde ele chegou, isso faz-me querer muito mais”, disse Saliba a um jornal francês. Uns anos mais tarde seguiu-se o FC Montfermeil e só em 2016 é que o Saint-Étienne conseguiu os seus serviços. Descendente de camaronenses, Saliba assinou o seu primeiro contrato profissional há pouco mais de um ano e não demorou muito até estrear-se pela equipa principal dos ver et blanc.

Há relativamente uma semana o “CIES: Football Observatory” revelou um estudo que destaca os 20 jovens jogadores mais experientes de 22 campeonatos europeus por ano de nascimento. Estes rankings foram elaborados com base na quantidade de minutos já jogados em competições caseiras nos últimos dois anos, tendo também em conta as respetivas ligas e equipas. Acontece que, para o ano de 2021, é Saliba quem acaba por aparecer no primeiro posto do seu ano (2021). Praticamente metade dessa lista é composta por franceses e espanhóis.

Este ranking é só uma pequena prova da excelente direção que a carreira de William Saliba está a tomar. “The Next Varane”: é assim que o vão chamando. A estreia como profissional deu-se em Setembro de 2018, numa vitória fora de portas frente ao Toulouse por 3-2. Saliba jogou os 90 minutos. Desde aí, o número 4 já participou em mais dez jogos, muitos deles a titular. 828 minutos divididos entre a Ligue 1, a Taça de França e a Taça da Liga de França, já deram para perceber que estamos perante um “caso sério”. Relembro: nem maior de idade é. Segundo um dos seus treinadores no Bondy, aos 13 anos já media 180 cm. “Por ser tão grande, era tecnicamente desajeitado, mas a sua força acabou por compensar essa parte”, disse Tonio Riccardi.

Estar na lista dos “melhores com 17 anos” já não é novidade para ele. Espera-se é que continue a mostrar que tem valor e que pode vir a ser um grandes centrais do futebol europeu.

Alto, rápido e habilidoso. Saliba é fácil de caracterizar. E com apenas 17 anos, já se vai notando traços de líder. Não é à toa que foi nomeado capitão pelo selecionador francês de sub-18 e sub-20. “Tem uma força incrível. Sabe o que quer e trabalha para isso”, afirmou Jean-Luc Vannuchi. Saliba faz parte de uma série de jovens jogadores franceses com um imenso futuro. Já não é novidade a quantidade de craques que são produzidos em território francês. A Ligue 1 também é muita propícia ao lançamento desses mesmo jovens, sendo que não há receio por parte de ninguém em dá-los uma oportunidade.

Os holofotes já estão apontados. Basta continuar a brilhar.

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Licenciado em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.