Os treinadores com mais jogos nos três grandes em Portugal

Muitos são os treinadores que fazem história no futebol português, porém no curiosidades de hoje iremos abordar os “top 3” treinadores que mais jogos fizeram nos  três “Grandes” de Portugal.

Benfica

No Benfica é surpreendente como o TOP 3 está completo com dois recentes treinadores do clube da Luz. Rui Vitória e Jorge Jesus, deixando ainda um espaço para János Biri um treinador Hungaro.

1º Jorge Jesus 2009-2015

Pelo Benfica Jesus foi o treinador que mais partidas disputou, foram 321 jogos no total.

225 – Vitórias

51 – Empates

45- Derrotas

Marcaram 674 golos

Sofreram: 249 golos

Pelo Benfica venceu 3 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça e 5 Taças da Liga.

2º János Biri 1939-1947

Este é um treinador desconhecido para alguns benfiquistas, porém teve uma enorme importância no clube encarnado. De nacionalidade húngara, este treinador fez furor nos anos 40 do século XX.

Total de 272 jogos

194 – Vitórias

25 – Empates

53 – Derrotas

982 – Golos Marcados

470 – Golos Sofridos

Pelo Benfica venceu 3 campeonatos e 3 Taças de Portugal.

3º Rui Vitória 2015-2019

O mais recente de todos é Rui Vitória que embora muito mal amado, fez história no Benfica, em apenas três temporadas e meia. Superou a marca de Cosme Damião tornando-se no terceiro treinador com mais partidas.

Total de 180 Jogos

123 – Vitórias

27 – Empates

30 – Derrotas

382 – Golos Marcados

160 – Golos Sofridos

No Benfica Rui Vitória venceu 2 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 2 Supertaças e 1 Taça da Liga.


FC Porto

Na invicta encontramos uma surpresa, pois os dois primeiros fizeram mais de uma passagem pelos azuis e brancos. A estabilidade só se concretizou no legado de Pinto da Costa, sendo o TOP 3  todo da era do mesmo.

1º José Maria Pedroto 

1966-69; 1976-80; 1982-84

José Maria Pedroto foi o mais marcante treinador da “era” Pinto da Costa, tendo sido um treinador carismático e que deixou um legado único na equipa azul e branca.

321 Jogos

214 Vitórias

61 Empates

46 Derrotas

718 Golos Marcados

253 Golos Sofridos

Venceu 2 campeonatos, 4 Taças de Portugal e 1 Supertaça

2º Artur Jorge 

1984-87; 1988-1991

Artur Jorge foi o primeiro obreiro do maior titulo do FC Porto, vencendo a Liga dos Campeões no mítico jogo do “Calcanhar do Madjer”.

254 Jogos

187 Vitórias

38 Empates

29 Derrotas

552 Golos Marcados

151 Golos Sofridos

Venceu 1 liga dos Campeões, 3 Campeonatos, 1 Taça de Portugal e 3 Supertaças

3º Jesualdo Ferreira 2006-2010

Professor Jesualdo! Recente treinador do FC Porto, festejou na invicta três campeonatos nacionais de dragão ao peito.

186 jogos

125 vitórias

30 Empates

31 Derrotas

354 Golos Marcados

138 Golos Sofridos

No Futebol Clube do Porto Jesualdo venceu 3 Campeonatos, 2 Taças de Portugal e 1 Supertaça.


Sporting

No Sporting encontramos muito mais rotação de treinadores, tendo em geral ciclos mais curtos.

Joseph Szabo

1933-44; 1953-54

Treinador da década 40, Szabo foi pioneiro num futebol ainda muito pouco tático e organizado.

271 Jogos

206 Vitórias

23 Empates

41 Derrotas

1087 Golos Marcados

390 Golos Sofridos

Pelo Sporting fez história e venceu 4 Campeonatos nacionais e 3 Taças de Portugal.

2º Paulo Bento 2005-2009

Recente treinador leonino que passou exatamente 10 anos em Alvalade. Dividia opiniões quanto ao seu futebol, porém a sua marca no clube é inevitável: 4 temporadas seguidas.

194 Jogos

117 Vitórias

46 Empates

31 Derrotas

311 Golos Marcados

152 Golos Sofridos

Pelo Sporting Paulo Bento venceu 2 Taças de Portugal e 2 Supertaças.

3º Jorge Jesus 2015-2018

Em terceiro lugar, Jorge Jesus. Com apenas 3 temporadas completas consegue alcançar este top do Sporting, muito fruto da última temporada que disputou 60 jogos.

154 Jogos

98 Vitórias

25 Empates

31 Derrotas

297 Golos Marcados

140 Golos Sofridos

Jorge Jesus na sua passagem pelo Sporting, conquistou 1 Supertaça e 1 Taça da Liga.

Miguel Matos

Fan de futebol desde míudo, coleccionador de cromos e cadernetas, gosto especial pela história do futebol. Adepto do Benfica, Inter de Milão, Arsenal e River Plate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.