Sporting perde com o Villarreal e coloca em risco a passagem aos Oitavos da Liga Europa

O Sporting perdeu esta quinta-feira, por 1-0, com o Villarreal CF, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa. 

À entrada do jogo, o Sporting chegou com um onze titular no mínimo diferente para enfrentar um Villarreal muito fraquinho “no papel”. Sim, porque na realidade o Villarreal (apesar de ser o penúltimo classificado da Liga Espanhola) ainda não perdeu na Liga Europa. De qualquer maneira, Keizer fez sete alterações. Vieram a jogo: Salin, Bruno Gaspar, Miguel Luís, Jovane, André Pinto, Petrovic e Raphinha. Um onze surpreendente para um Villarreal muito “fragilizado”.

No entanto, na Liga Europa, este Villarreal, de frágil teve pouco (em termos de resultados, porque jogar, também não jogaram grande coisa). Logo aos 3 minutos, o Sporting sofreu o golo que ditou o jogo. Chukwueze deixou Acuña para trás no corredor direito do ataque e fez um cruzamento para dentro da grande área. André Pinto e Coates deixaram a bola passar e Pedraza aproveitou. Estava feito o 1-0 em Alvalade. Uma autêntica “pedraza” no charco.

Com o jogo todo pela frente, o Sporting tinha de fazer o que sabia fazer melhor. Correr atrás do prejuízo. Se noutras ocasiões, os leões ainda acordaram a tempo, desta vez adormeceram que nem uma pedra, do início ao fim. Os lenços brancos e os assobios no final do jogo foram a prova clara disso. Mas já lá vamos. Entretanto, o Villarreal tinha Fornals e Pedraza de um lado e Chukwueze e Mario Gaspar do outro que faziam “gato sapato” dos laterais leoninos.

Pode dizer-se que o Sporting também não teve muita sorte quando, ao minuto 27, Bruno Gaspar se lesionou sozinho. Keizer foi obrigado a trazer Ristovski a jogo.

O Villarreal pouco fez além do golo. O Sporting teve bola, mas conseguiu acabar os primeiros 45 minutos com apenas um remate à baliza. Uma primeira parte fraca, de parte a parte, com muitas perdas de bola, poucas ocasiões e muito desespero.

A pobreza no jogo manteve-se na segunda parte. O Sporting atacou mais, mas nem por isso melhor. As melhores oportunidades para os leões chegaram a meia hora do fim. Primeiro Coates e depois Bas Dost que obrigou o guardião do Villarreal a uma defesa do outro mundo. O Sporting parecia vir melhorar no jogo, com 15 minutos de disputa pela frente. Mas, Acuña estragou tudo, quando ao minuto 74, viu o segundo amarelo na partida.

O jogo seguiu até ao fim, com 1-0 no marcador. Os leões não conseguiram neutralizar um Villarreal que já não ganhava há dez encontros e seguem para a segunda mão, com a tarefa bastante dificultada.

Alguns adeptos da claque sportinguista saíram ainda antes do jogo terminar. Outros mostraram lenços brancos, quando soou o apito final. E em todo o estádio se fizeram ecoar os assobios de desagrado dos adeptos leoninos.

O Sporting vê-se obrigado a vencer o submarino amarelo, na próxima quinta-feira, em Espanha, para poder avançar na competição.

 

João Dias

Natural de Coimbra, frequenta a licenciatura de Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. É movido pelo amor à escrita e sonha concretizar essa paixão nas áreas ligadas ao desporto, cultura e atualidade. É praticante de Badminton e fã de Game of Thrones, nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.