Leão abatido em Tondela na semana antes do Clássico

O Sporting deslocou-se a Tondela com o propósito de somar mais 3 pontos e chegar ao clássico da próxima semana com os índices morais lá em cima. Contudo, a equipa de Pepa tinha outros planos. Nem a expulsão de Jaquité aos 50 minutos salvou a exibição desinspirada dos Leões, que regressam à capital com uma derrota por 1-2 na mala.

Derrota desapontante para o Sporting. Depois da derrota em Guimarães e da vitória suada frente ao Belenenses SAD, os homens de Marcel Keizer precisavam de uma boa exibição e de uma vitória convincente. No entanto, a ausência de Bas Dost foi algo com que a equipa sportinguista não soube lidar.

O Sporting entrou, como tem sido hábito nas partidas mais recentes, adormecido no encontro. O Tondela aproveitou a passividade dos leões e chegou à vantagem aos 5 minutos. Bruno Gaspar foi ultrapassado com facilidade por Xavier, que cruzou para Delgado, com o chileno a colocar a bola no fundo das redes. Em desvantagem, o Sporting ia controlando a posse de bola, mas a mesma era inconsequente. A falta de uma referência no ataque fazia com que o Sporting tivesse dificuldades em criar perigo.

Até ao intervalo poucas oportunidades de golo. Os jogadores estavam com os níveis de agressividade elevados e as paragens devido a faltas eram frequentes. 1-0 era o resultado no fim do primeiro tempo.

Logo no começo da segunda parte surgiu o lance que devia ter facilitado, na teoria, a vida aos leões. Jaquité cometeu falta sobre Nani, levou o segundo amarelo e deixou a equipa Beirã a jogar com menos um jogador, com 40 minutos ainda por jogar.

A equipa do Sporting assumiu o jogo e foi à procura da reviravolta. Esperava-se um massacre, um autêntico sufoco à equipa de Pepa. Porém, apesar da criação de algumas oportunidades, a exibição sportinguista continuava a não convencer. E aos 73 minutos aconteceu o impensável. Tomané, que já tinha ameaçado minutos antes, marca um golo de trivela fantástico e aumenta a vantagem do Tondela.

Keizer reage ordenando a subida dos seus centrais de forma a apostar no jogo aéreo e equipa chegou ao golo rapidamente. Num lance com vários ressaltos e alguma sorte, Mathieu reduziu a desvantagem 2 minutos depois do golo de Tomané. Tínhamos jogo e emoção garantida até ao final.

As oportunidades foram surgindo mas a ineficácia da equipa leonina não permitia que a mesma chegasse ao golo. O tento da igualdade acabou por não surgir e o Sporting não conseguiu evitar a derrota.

Mais 3 pontos perdidos por parte dos leões. Marcel Keizer teve uma chegada triunfante e entusiasmante, mas com 2 derrotas no últimos 3 jogos para o campeonato, alguma coisa vai ter de mudar no estilo de jogo da equipa. Mais uma exibição cinzenta e o Sporting arrisca-se a ficar a 8 pontos do Porto, uma semana antes de receber os Campeões Nacionais no Estádio José Alvalade.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.