Hernâni foi herói no dérbi da Invicta

O Porto conquistou, no dia de hoje, a sua 10º vitória consecutiva. Num jogo muito complicado para os Dragões, Hernâni saiu do banco para resolver a partida, já no período de descontos e permitiu aos campeões nacionais conquistarem a sua 6º vitória seguida no Estádio do Bessa, frente ao Boavista.

Vindo de 9 vitórias consecutivas, o Porto chegava ao Estádio do Bessa com os índices de confiança lá em cima. No entanto, encontrou um adversário que lhe causou mais dificuldades do que, com certeza, esperaria.

Com o ambiente fantástico que se vivia nas bancadas, esperava-se um dérbi quentinho emocionalmente e nesse aspeto, o jogo não desiludiu. Desde cedo que se notou a vontade de ambas as equipas em dar alegrias aos seus respectivos adeptos. Porém, a qualidade de jogo não era a melhor. Havia muita luta a meio campo e o Porto sentia muita dificuldade para criar lances de perigo. A agressividade que os boavisteiros colocavam no jogo e a solidão de Marega na frente de ataque foram as principais causas dessas dificuldades dos Dragões.

Apesar da pouca quantidade de lances nítidos de golo, os que houveram foram flagrantes. Logo nos instantes iniciais, um erro de Felipe permitiu uma oportunidade soberana a Rafael Lopes que o avançado não conseguiu concretizar. Do outro lado, a situação em que os comandados de Sérgio Conceição quase chegavam à vantagem teve Brahimi como protagonista. Remate do argelino e grande defesa de Hélton, que foi um dos melhores em campo. Chegávamos ao intervalo com um nulo no marcador.

No segundo tempo mais do mesmo. Um Boavista compacto e muito sólido defensivamente ia impedindo o Porto de chegar à vantagem e a intranquilidade ia começando a surgir nas hostes portistas. As oportunidades falhadas por Marega e Felipe levaram Sérgio Conceição ao desespero e o treinador portista sentiu a necessidade de mexer na equipa. As apostas recaíram em Soares, Ádrian e por fim Hernâni.

No entanto, a qualidade de jogo dos azuis e brancos não subiu de nível. Os problemas dos portistas em se instalar no meio campo adversário continuavam e o desfecho desfavorável ao Porto já era o mais esperado. Soares, já nos descontos, teve uma oportunidade escandalosa para colocar os Dragões em vantagem, mas falhou de forma inacreditável. Porém, quando já ninguém esperava, a estrelinha de campeão protegeu o Porto. Num lance iniciado por um cruzamento de Marega, Cardoso- que tinha feito uma grande exibição até o momento- aborda o lance de forma displicente e permite a Hernâni fazer o golo que levou o sector dos adeptos portistas à loucura aos 95 minutos.

Vitória muito sofrida por parte do Porto, que contou com Hernâni como herói improvável. O dérbi da Invicta foi carregado de luta, polémica e muita emoção e podia, facilmente, ter tido outro desfecho. No entanto, mais uma vitória para os azuis e brancos que aumentam a sua série de vitórias para 10 e saem do Bessa com a liderança isolada.

Daniel Sousa

Nascido e criado na Ilha da Madeira e neste momento a estudar Ciências da Comunicação na FCSH. Com um gosto enorme pelo futebol e pela escrita, está sempre aberto a novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.