Tu és o Capitão… Coluna!


Ficha de jogador: 

Nascimento: 6 de Agosto 1935

Pais: Portugal (Moçambique)

Altura: 1,73m

Peso: 76 kg

Posiçao: Médio centro

Clubes: Benfica, Lyon

 

 

Hoje, falamos do Monstro Sagrado, a quem o Benfica e a Selecção Nacional, entregaram a sua braçadeira de capitão, Coluna é junto com Humberto Coelho e Luisão, um dos capitães mais carismáticos, de maior respeito e admiração, entre benfiquistas e não só.

Coluna nasceu na Ilha de Inhaca, perto da Baia de Maputo, desde cedo mostrou qualidade e aptidão para o desporto, começou no Boxe e terminou no atletismo, onde bateu o record de salto em altura, em Moçambique.

Do atletismo passou para o futebol, onde se estreou pelo Desportivo de Lourenço Marques, entre 1952 e 1954, começou como avançado e já só no Benfica, começou a demonstrar qualidade de médio.

 

 Benfica

O treinador brasileiro Otto Glória apercebendo-se da incoexistência de José Águas e Coluna, dois avançados-centro, transformou o moçambicano em centro campista. Aposta ganha pelo treinador, que deu frutos ao Benfica, a selecção e ao próprio Coluna.

Na sua época de estreia, pegou de estaca e na primeira temporada, realizou 32 jogos e marcou 17 golos, pelos encarnados, tornando-se desde cedo um pilar da equipa de Otto Glória.

Nos seus primeiros três anos, pelo Benfica, foi bicampeão e conquistou duas taças de Portugal, mostrando já um papel na equipa da luz, preponderante na conquista da hegemonia do futebol português.

Quando Coluna chegou Benfica a hegemonia do futebol português, pertencia ao rival Sporting, tendo o Sporting nove campeonatos e o Benfica apenas quatro.

Saindo Otto Glória, chega vindo do FC Porto, Béla Guttmann, treinador já com provas dadas e um gosto especial por Mário Coluna.

 

Final Benfica vs Barcelona 1961

O Benfica pode dizer que foi a única final europeia, que a sorte lhe bateu a porta.

O Barcelona era claramente favorito, sendo o Benfica uma equipa já de qualidade, porém sem nomes sonantes na equipa, ainda…

O jogo começou mal para o Benfica começou a perder, mas cedo faz a reviravolta para 2-1, na segunda parte Mário Coluna, marcou o golo da noite fazendo o 3-1, embora ainda tenha levado um golo ao minuto 75 de jogo, o Benfica conquista a sua primeira Taça dos Campeões Europeus.

Coluna acabou a competição com 3 golos marcados.

 

Final Benfica vs Real Madrid 1962

Na época de 1961/62 embora o Benfica tenha perdido o campeonato para o Sporting, o Benfica fez uma nova excelente campanha europeia, tentando o sonho da segunda Taça dos Campeões europeus consecutiva.

Já com Eusébio na equipa e a defender o troféu, o Benfica defrontou o Real Madrid de Puskas e Di Stefano. O jogo começou mal para “os encarnados”, indo para a segunda parte a perder por 2-3, porém, na segunda parte Mário Coluna faz o 3-3, e Eusébio sentenciou com 2 golos, o 5-3 final, em Amesterdão.

 

Entre 1963 e 1968, Benfica chegou ainda a mais três finais europeias, duas delas, por azar do Benfica na casa do adversário, em 1965 em Itália contra o Inter de Milão e em 1968 em Inglaterra contra o Manchester United.

De má memória para Coluna e o Benfica, foi a final de 1965 contra o Inter, em que Costa Pereira lesiona-se, e tem de ir Germano para a baliza, o central do Benfica fez de guarda-redes, numa altura que não havia substituições.

Apesar do azar encarnado nas finais europeias que disputou, Coluna pelo Benfica chegou a cinco finais europeias, vencendo dez campeonatos e seis taças de Portugal.

O Benfica de Coluna e Eusébio, era conhecido no mundo inteiro e será sem dúvida uma das melhores equipas da história da Liga dos Campeões.

Coluna sagrou-se tri campeão pelo benfica por duas vezes, nunca tendo alcançado o tetra. Levantou a Taça de Portugal por seis vezes, mas como capitão foi o primeiro a levanta-la em duas ocasiões.

Despediu-se do Benfica num jogo de homenagem, em 1970, já com uma nova geração de jogadores, porém “O Monstro Sagrado” será sempre o capitão do Benfica.

Eusébio sempre lhe chamara “Senhor Coluna” e na nossa cabeça permanece, o jogador exemplar, respeitador , que impunha respeito e admiração a quem com ele partilhava o balneário, foi um líder.

Pelo Benfica jogou 525 jogos, sendo na História do Benfica , o quarto jogador com mais jogos, e segundo jogador com mais jogos como capitão, apenas superado por Luisão.

Coluna jogou ainda uma temporada no Lyon da França, porém não com o sucesso que teve no Benfica, foi um ano para terminar a carreira.

 

Mundial 1966 “ Os Magriços”

Coluna, Eusébio e companhia, disputaram a primeira competição internacional de selecções de Portugal, o Mundial de Selecções.

A selecção portuguesa nem partia como favorita, num grupo com o Brasil de péle, porém a selecção portuguesa com um Eusébio inspirado, vence os três jogos da fase de grupos, contra a Hungria, Bulgária e Brasil, eliminando a canarinha na fase de grupos, algo que nunca mais aconteceu até aos dias de hoje.

Segue-se o jogo contra a Coreia do Norte, em que Eusébio marcou 4 golos e fez a reviravolta no resultado, de 0-3 para 5-3 final, Portugal era já temido aos olhos do mundo.

Coluna como prova do seu respeito não só entre os seus companheiros, mas também na FIFA, num jogo do mundial o treinador Otto Glória, iria ser expulso e Mario Coluna diz ao arbitro, num inglês pouco instruído,”Referee i´m the Captain  of the team,  I am so sorry about my coach”, o árbitro incrédulo, mas também pela atitude nobre de Coluna , acabou por não expulsar o treinador das quinas.

 A Selecção acabou em terceiro lugar no Mundial, eliminado pela Inglaterra, mas vencendo a Rússia no jogo de terceiro e quarto lugar.

Coluna foi ainda eleito um dos melhores do torneio, tendo disputado os sete jogos da selecção portuguesa.

 

    

Coluna faleceu a 25 de Fevereiro de 2014, com 78 anos, o Monstro Sagrado ascendeu ao Olimpo, nos Deuses do Benfica, Coluna foi Zeus.

Miguel Matos

Fan de futebol desde míudo, coleccionador de cromos e cadernetas, gosto especial pela história do futebol. Adepto do Benfica, Inter de Milão, Arsenal e River Plate.

One thought on “Tu és o Capitão… Coluna!

  • Outubro 9, 2018 at 2:10 pm
    Permalink

    Bom trabalho! Parabéns aos seus autores.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.