CD Estrela: Estádio José Gomes reabre vitorioso

Na passada tarde de domingo, pelas 15:00h, o Estádio José Gomes voltou a abrir portas para festa e alegria de milhares de amadorenses que há muito ansiavam este momento. Desta vez, não houve espaço para desilusões com uma reabertura de portas vitoriosa tanto no relvado como nas bancadas.

Volvidos mais de sete anos, o Estádio José Gomes voltou a ver o seu recinto ganhar vida com a enorme festa que os adeptos da casa iam fazendo antes e ao longo de toda a partida frente à AFD Torre e com a determinação dos atletas do CD Estrela em alcançar a primeira vitória no campeonato. Embora a equipa da casa tenha estado por cima nos 90 minutos, apenas na segunda metade foi possível estabelecer o resultado final de 2-0.

Foto de Nuno Martins

Após uma muito calorosa receção na entrada em campo dos atletas da casa, o árbitro apitava para o início de uns bem disputados 45 minutos com claro domínio dos estrelistas e algumas oportunidades de golo. A mais flagrante esteve mesmo nos pés do camisola 7, Bernardo Marques, que no um para um com o guarda redes adversário acabou por perder o duelo para desalento dos adeptos tricolores.

Terminado o descanso, a fome de golos do CD Estrela crescia depois de mais de 135 minutos a zeros no campeonato. Mas foi mesmo aos 57’, na conversão de uma grande penalidade, – após mão na bola em cima da linha de golo e expulsão do camisola 27 da AFD Torre – que surgiu dos pés de Paulo Varela o primeiro golo estrelista. O jogador não se conteve e correu de imediato em direção ao fumo tricolor que se erguia nas bancadas do Estádio José Gomes, festejando este grande momento com os seus adeptos.

Paulo Varela, autor do 1º golo do CD Estrela no Campeonato Distrital de Lisboa – Foto de Nuno Martins

A disputar o jogo com menos um, o AFD Torre acabou por consentir o segundo golo menos de 10 minutos depois (66′) num belíssimo remate cruzado de Bernardo Marques, que finalmente acertava nas redes da baliza adversária depois de dois lances falhados cara a cara com o guardião. Ficava assim estabelecido o resultado final e lançado o mote para uma grande festa de reabertura de um palco que promete dar muita vida ao Campeonato Distrital de Lisboa.

De frisar novamente a energia trazida pela massa adepta do clube da Amadora (cerca de 2.500 pessoas), em especial a claque Magia Tricolor, que corresponderam às melhores expectativas na hora de apoiar os atletas que defendem o seu símbolo.

Foto de Nuno Martins

Veja aqui o resumo do jogo publicado na página de Facebook do CD Estrela.

 

Por fim, eis os resultados da segunda jornada da 1ª Divisão do Campeonato Distrital de Lisboa – Série 2.

CD Estrela da Amadora 2 – 0 Ass Torre
Linda a Velha B 1 – 0 Operário Lisboa
CDOM Parque Nações 1 – 2 Carcavelos
AMAVITA 3 – 3 Talaide
SL Olivais 3 – 1 CD Belas
Malveira da Serra (adiado) Fundação Salesianos
Aboboda 2 – 1 Porto Salvo
9Abril Trajouce 0 – 3 Belenenses

Cámi Rodrigues

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e Mestre em International Management pela Nova School of Business and Economics. 23 anos e residente na Amadora. Mais conhecido por Cámi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.