Marega decidiu em noite de “Gala” de Casillas

O FC Porto venceu o Galatasaray por 1-0 com golo solitário de Marega.

Que bom é ter o Sr. Champions a defender as redes da equipa. Uma autêntica noite de “Gala” de Casillas livrou os dragões de outro desfecho que não fosse a vitória. Uma vitória merecida mas vendida cara pelos turcos. E desde o minuto inaugurador que a equipa de Maicon e Fernando mostrou exactamente isso.

Em noite sem Aboubakar e sem Soares, notava-se que era o Porto que queria assumir as rédeas do encontro, mas os primeiros 45′ minutos começaram e acabaram com oportunidades de golo do campeão turco. Casillas disse “presente”. Duas décadas de Liga dos Campeões pesam e muito.

Os dragões tinham mais bola, mas o Galatasaray mostrava ser a equipa mais esclarecida e incisiva e poderia ter ido para os balneários com uma surpreendente vantagem. O conjunto de Sérgio Conceição não estava à espera deste inicio de jogo por parte dos turcos e teve dificuldades em assumir-se na partida. Múltiplas desconcentrações não podem acontecer frente ao adversário que é perito a aproveitar os erros e as ofertas do oponente. Do lado do Porto, Brahimi ainda tentou, mas nada. Sustos e mais sustos. O estádio do Dragão acabou a primeira parte a suar.

O intervalo mostrou ser o remédio santo.

Os três pontos e os quase três milhões de euros estavam na cabeça de um homem que hoje trabalhou sozinho. Após canto, em zona de “ninguém”, Marega não desperdiçou. O Porto entrava da melhor maneira no segundo tempo.

Muito mais ciente do tipo de jogo do adversário, os azuis e brancos foram gerindo a sua vantagem, mas o “Gala” continuava a tentar. O segundo golo do jogo podia pender para qualquer lado, sendo que a equipa de Terim ia arriscando cada vez mais. Do lado portista, os da frente também tiveram os seus momentos para “matar” o jogo, mas a equipa portuguesa pecou pela ineficácia. Aqui ou ali, Aboubakar ia fazendo falta.

Ninguém adivinhava o desfecho do jogo.

A vitória não podia fugir até porque, horas antes, o Schalke tinha arrecadado os três pontos na Rússia e estava na frente do grupo. E não fugiu, mais difícil do que se espera é certo. Mas na Europa é assim mesmo. O FC Porto ganhou e ganhou bem contra uma equipa que não vai ser nada fácil de bater na Turquia.

Na frente do grupo, juntamente com os alemães, os dragões têm agora dupla jornada frente ao cabeça de série que ironicamente é a equipa mais fraca deste conjunto. Mas antes disso há clássico na Luz. Até lá.

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Atualmente a tirar a licenciatura em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.