FIFA 19: Guia para o arranque perfeito na Ultimate Team

Com a chegada do FIFA 19, milhões de utilizadores dão início à nova jornada de Ultimate Team. Aqui deixamos algumas dicas para a construção da equipa de sonho.

Tal como no antigo FIFA 18, as Squad Battles continuam a ser extremamente importantes e uma boa fonte de moedas e jogadores. Todos os dias há quatro novas equipas que podem ser defrontadas offline, em diferentes graus de dificuldade. Quanto maior o número de jogos vencidos, maior o número de pontos e melhores as recompensas. A tabela classificativa recomeça todas as semanas, pelo que se pode tentar obter os melhores prémios vezes sem conta.

Posições para a obtenção das recompensas de Squad Battles

Se não é a primeira vez no jogo, os Football Club Credits (FCC) obtidos ao jogar nas edições anteriores de FIFA podem ser trocados por jogadores emprestados, que podem oferecer boas opções para um primeiro plantel. Estes jogadores permitem “poupar” preciosos contratos nesta fase inicial. Além disso, os FCCs permitem resgatar bónus de moedas, que serão creditados após cada jogo. Por exemplo, se resgatar um bónus de 1000 moedas por 10 jogos, significa que nesse período, em vez de receber as 600/700 moedas, após cada jogo, passarei a receber 1600/1700. Deste modo, é bastante importante o resgate e uso de todos os bónus disponíveis, especialmente em início de FIFA.

O novo modo de jogo online adicionado este ano, Division Rivals, é também uma boa forma de adquirir melhores jogadores e mais moedas. Quanto maior o número de pontos e melhor a divisão, melhores as recompensas. A tabela classificativa recomeça também todas as semanas e permite obter imensos packs e milhares de moedas. É uma espécie de Squad Battles, porém online e sem limite de jogos semanal. Além disso, este modo de jogo garante a qualificação para a liga de fim de semana (FUT Champions) que tem as melhores recompensas e é a liga mais competitiva do momento.

Posições para a obtenção das recompensas de Division Rivals

Também os objetivos diários e semanais podem ser um enorme contributo para a melhoria do plantel. Estes desafios podem ser relativamente simples, como vender e comprar jogadores ou marcar um certo número de golos. Porém também podem ser mais complicados e exigir a marcação de um golo com um jogador de uma nacionalidade específica. Um argentino, por exemplo. Se houver um jogador argentino na coleção, tudo bem. Caso contrário, pode não valer a pena comprar o jogador apenas para concluir o desafio, especialmente nesta fase inicial. As recompensas destes desafios podem ir desde mini packs a moedas e a realização de todos os objetivos diários garante uma recompensa extra.

Os SBCs ou desafios de construção de plantel, por fim, podem ser uma boa maneira de rentabilizar os jogadores não trocáveis do clube. Do mais básico, ao mais avançado, ligas e upgrades, este modo singleplayer pode oferecer cartas e packs especiais a troco dos jogadores menos desejados na coleção e que não podem ser vendidos ou trocados. Além disso, não vale a pena vender ao desbarato ou descartar jogadores bronze ou silver. Estes podem vir a ser úteis em futuros SBCs e trocados por melhores prémios.

 

João Dias

Natural de Coimbra, frequenta a licenciatura de Ciências da Comunicação na NOVA FCSH. É movido pelo amor à escrita e sonha concretizar essa paixão nas áreas ligadas ao desporto, cultura e atualidade. É praticante de Badminton e fã de Game of Thrones, nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.