Jovane falha estágio de Cabo Verde e “pisca o olho” à selecção das quinas

O jovem leão Jovane Cabral não compareceu ao estágio da selecção cabo-verdiana e foi alvo de criticas nas hostes da comitiva da formação africana.

Rui Águas, selecionador do conjunto cabo-verdiano, disse à agência Inforpress que a ausência do atleta surpreende porque: “Não apareceu e não deu nenhuma explicação”

O jogador tem nacionalidade cabo-verdiana, mas até ao fim deste mês passará também, a ser oficialmente, cidadão português e como tal, o “craque” leonino aguarda uma chamada à selecção das quinas.

Até então, terá de dar uma justificação da renúncia à formação africana. Recorde-se que o extremo já havia sido chamado à selecção do seu país, em março de 2017, estando em campo, uns parcos cinco minutos num particular com a congénere  luxemburguesa. Segundo as regras da FIFA, o jogador poder fazer a escolha do país que quer representar sendo que para tal, o jogador não possa ter efectuado nenhum jogo oficial, pelo seu país de origem.

O selecionador dos sub-21 de Portugal, Rui Jorge, já admitiu que Jovane Cabral está em observação e pode ser opção para integrar uma formação lusa.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.