Giorgi Arabidze: o diamante georgiano pronto a ser polido

Bilhete de Identidade

Nome: Giorgi Arabidze

Data de Nascimento: 1998-03-04

Nacionalidade: Georgiana

Peso: 68 kg

Altura: 173 cm

Posição: Extremo

Número: 7


Contratado neste defeso pelo CD Nacional (uma das transferências mais interessantes do nosso mercado), o jogador georgiano começou por não ter uma vida fácil na ilha. Infelizmente, perdeu o seu pai numa fase de pré-época, o que o levou a estar ausente da equipa durante algum tempo. Já no campeonato, o extremo falhou uma grande penalidade nos descontos frente ao Moreirense, o que impediu aos alvinegros de levar pelo menos um ponto desse confronto caseiro.

Podemos dizer que começou com o pé esquerdo. Mas é exatamente com esse pé que Arabidze delicia-nos com lances que embelezam o desporto rei. Afinal quem é este jogador que encheu as vistas frente ao Benfica?


Formado no Shakhtar Donetsk, Giorgi Arabidze assinou contrato com o Nacional válido por quatro temporadas. Com 20 anos, conta já com quatro internacionalizações pela seleção A da Geórgia (e três golos), tendo participado no Euro sub-19 de 2017, competição que Portugal perdeu na final com a Inglaterra.

Estreou-se pelos ucranianos com apenas 17 anos e chegou a ser utilizado sob os comandos de Paulo Fonseca na época 2016/2017, o que lhe permite ter uma liga ucraniana no seu palmarés. A mudança para a liga portuguesa talvez tenha sido motivada exatamente pelas poucas oportunidades a que teve direito no campeão ucraniano.

Arabidze está também presente na lista inicial dos 100 candidatos escolhidos pelo jornal italiano “Tuttosport” para a atribuição do prestigiado prémio Golden Boy, que distingue os melhores jogadores sub-21 a cada ano. Pedro Pereira, Diogo Dalot e Rui Pedro são os três portugueses na corrida pelo prémio que Renato Sanches levou para casa em 2016.

Só a presença do georgiano neste tipo de rankings, diz tudo sobre o futuro que lhe reserva.

 

Animated GIF - Find & Share on GIPHY

 

Já apelidado como o “novo Kinkladze”, ex-futebolista georgiano de grande calibre, ou até mesmo como “Messi Georgiano”, o jovem extremo tem o mundo no seu pé esquerdo. Assiste-se a um autêntico romance entre a bola e esse pé que tanto se mostrou a alguns jogadores encarnados no passado jogo. É verdade que todos esses lances foram inconsequentes, já que nenhum criou verdadeiro perigo para a baliza defendida por Vlachodimos.

Ainda assim, nota-se que qualidade não falta a Arabidze e o primeiro jogo a titular logo frente às águias, prova que o georgiano ainda vai fazer correr muita tinta na presente época. Porém, conta ainda com muito trabalho pela frente. Precisa de se adaptar ao nosso campeonato e de conseguir dar o máximo de si à equipa, convertendo toda a sua magia em lances que possam criar perigo ao adversário.

A verdade é que Costinha tem um diamante às suas ordens. Um puro craque. Um poço de talento que se traçar o seu caminho de forma exemplar, terá os maiores palcos do futebol nacional e internacional a chamar por si.

Promessa já é. Veremos se a cumpre.

 

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Atualmente a tirar a licenciatura em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.