Jovane Cabral, a nova esperança leonina

Bilhete de Identidade

Esta época, com Peseiro no comando, Jovane estreou-se pela equipa principal leonina para o campeonato

Nome: Jovane Eduardo Borges Cabral

Data de nascimento: 1998-06-14

Nacionalidade: Cabo Verdiana

Peso: 72 kg

Altura: 176 cm

Posição: Extremo Esquerdo

Número: 77

Herdeiro da camisola 77, usada anteriormente por Gelson Martins, Jovane tem sido um dos destaques do Sporting de Peseiro neste início de temporada. Com 20 anos, o jogador cabo-verdiano tem deixado os sportinguistas entusiasmados com o seu desempenho, apesar de ainda não ter figurado durante 90 minutos para a Liga NOS.

Contratado em 2015 ao Desportivo de Nhagar de Assomada, após ter realizado uma boa época, para integrar a equipa sub-17 do Sporting, o cabo-verdiano estreou-se pelos juvenis num jogo em que assinou um poker diante do GRAP (Grupo Recreativo Amigos da Paz).

Seguiram-se os juniores leoninos, onde esteve apenas uma temporada, antes de ser parte integrante da equipa B. Apesar de integrar a equipa B na temporada 2016/17, Jovane, voltaria a atuar pelos juniores e ajudaria o clube a sagrar-se campeão nacional do escalão.

A 28 de Março de 2017, ainda ao serviço da segunda equipa do Sporting, este mereceu a chamada (e estreia) pela seleção cabo-verdiana num jogo em que os tubarões azuis venceram o Luxemburgo por 2-0. Março que provou ser um mês em cheio para o jogador que também estreou-se a marcar pelos B leoninos frente ao Leixões.

No total, na temporada 2016/17, Jovane viria a realizar 20 jogos e assinaria um golo (anteriormente mencionado ante o Leixões). As suas exibições viriam a chamar a atenção de Jorge Jesus e seria chamado a integrar o estágio de pré-época do Sporting na Suiça. No entanto, não seria suficiente para convencer o técnico e foi devolvido para a equipa B.

Na temporada 2017/18, realizaria três assistências e assinaria um golo em 14 jogos. Números que lhe valeram nova oportunidade para mostrar o que valia, desta feita, a José Peseiro. O estágio na Suiça viria a mostrar-se proveitoso, pautado por boas exibições e com três golos marcados em quatro jogos (um ao Stade-Lausanne e dois ante o Lancy).

Ao contrário do que sucedera na época anterior, garantiria o seu lugar na equipa principal do Sporting. Chamado para o jogo com o Moreirense, começaria a partida no banco e viria a entrar aos 69 minutos para o lugar de Marcos Acuña. Menos de meia hora em campo seria tempo suficiente para mexer com o jogo e vir a ser derrubado na área adversária, conquistando o penalty que seria convertido por Bas Dost.

Novo jogo do Sporting, desta feita em Alvalade, ante o Vitória de Setúbal mas o cabo-verdiano a começar novamente no banco. Entrou aos 59 minutos em cena e necessitou de pouco tempo até fazer a sua primeira assistência para o campeonato e a ajudar, uma vez mais, a equipa leonina a assegurar os precisos 3 pontos.

João de Deus, antigo treinador de Jovane na equipa B do Sporting, ao jornal A Bola, assegurou que o extremo “tem um potencial tremendo” e “com uma capacidade de explosão muito grande”. Com apenas 20 anos e a dar os seus primeiros passos na equipa principal leonina, Jovane pode vir a ser uma das revelações da temporada.

André Fernandes

Licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH/NOVA. Madeirense, adepto de futebol e da escrita, marcar golos na vida e chegar o mais longe possível é um dos meus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.