Sem a Alemanha por perto, o Brasil segue para os oitavos do Mundial

Mais uma jornada do Campeonato do Mundo, mais um grupo fechado. O Brasil e a Suíça seguem para a próxima fase da competição após terminarem respetivamente em primeiro e em segundo lugar do grupo E.

Em Moscovo, os canarinhos bateram tranquilamente a seleção da Sérvia por duas bolas a zero, com golos de Paulinho (36′) e Thiago Silva (68′). Mais uma exibição inspirada de Coutinho ajudou a que o Brasil consumasse a passagem para os oitavos onde irão defrontar um dos carrascos da Alemanha, o México.

Depois da vitória tardia frente à Costa Rica, a seleção brasileira quis mostrar desde cedo o porquê de ser uma das favoritas à conquista do troféu. Ora, também foi cedo que o Brasil enfrentou uma contrariedade. Marcelo saiu aos 10 minutos com um espasmo na coluna após uma arrancada, mas ao que tudo indica estará apto para o próximo jogo.

Do outro lado estava uma Sérvia obrigada a ganhar, mas na primeira meia-hora mostrou mais receio em perder o jogo, do que em não passar para a próxima fase. Aproveitando esses primeiros 30 minutos fracos dos sérvios, o Brasil abriu o marcador. Coutinho pegou na bola a meio campo e, com a sua excelente visão, lançou Paulinho que só teve que fazer um chapéu ao guarda-redes. Mais uma vez, a magia e a qualidade de Philippe Coutinho a fazer a diferença. O Brasil ia para o intervalo com um pé nos oitavos.

Com a Suíça a ganhar à Costa Rica, a Sérvia tinha que começar a criar perigo ou então não tinha quaisquer hipóteses de passar a fase de grupos. Após mais uma entrada tímida, a seleção dos Balcãs começou finalmente a ameaçar a equipa de Tite e por duas vezes, com Mitrovic em ambos os lances, esteve muito perto do empate. No entanto, quem não marca sofre e foi completamente contra a corrente do jogo que o Brasil ampliou a sua vantagem. Canto batido por Neymar e Thiago Silva faz o segundo com um mortífero remate de cabeça. A vinte minutos do fim, a passagem para os “mata-mata” estava praticamente garantida.

A Sérvia mais nada fez contra o resultado que a levaria de volta a casa. Já, a Suíça acabaria por empatar contra a Costa Rica, o que acabou por não mudar nada. O Brasil defrontará o México na parte inferior do quadro, contrária à de Portugal, e a Suíça irá bater-se com o surpreendente primeiro lugar do Grupo F, a Suécia.

Com a Alemanha já eliminada, o Brasil conta assim com um caminho mais facilitado para a final. Contudo, se há coisa que este Mundial nos tem ensinado é a esperar pelo apito final.

Nota ainda para mais uma exibição a meio gás de Neymar, ele que ainda não conseguiu encontrar a sua melhor forma.

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Atualmente a tirar a licenciatura em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.