Liga Europa: Atlético de Madrid e Marselha discutem o grande troféu

Atlético de Madrid e Marselha vão disputar esta quarta-feira, em Lyon, a final da Liga Europa. Os espanhóis tencionam erguer o troféu pela terceira vez, enquanto que o Marselha procura ser a primeira equipa francesa a fazê-lo.

As equipas revelaram percursos distintos até a chegar à grande decisão, eliminando uma equipa portuguesa cada. Os “colchoneros” foram eliminados na fase de grupos da UEFA Champions e, sendo relegados para a Liga Europa, cedo mostraram a ambição de vencer o troféu pela terceira vez. Copenhaga, Lokomotiv, Sporting e Arsenal foram ficando pelo caminho à mercê do excelente futebol demonstrado pela equipa de Simeone que não vai marcar presença na final por castigo.

O Marselha, por sua vez, tem tido uma caminhada muito mais complicada. A equipa gaulesa, que teve que ganhar a terceira pré-eliminatória e o play-off para entrar na competição, bateu Braga, Athletic, Leipzig e Salzburg na caminhada para a final. O português Rolando virou herói no último jogo contra o Salzburg ao marcar o golo que deu a tão desejada final, já no prolongamento. Na retina fica a invencibilidade em casa, já que em nove jogos, oito foram vitórias e um acabou em empate.

Esta vai ser apenas a terceira vez que os dois clubes se irão defrontar, com vantagem para o Atlético. Na fase de grupos da Liga dos Campeões em 2008, o conjunto liderado por Rudi Garcia perdeu 2-1 no primeiro jogo contra os espanhóis, empatando o segundo por 0-0.

Para além das normais motivações de uma final europeia, ganhar a Liga Europa poderá ser a única forma do Marselha disputar a Liga dos Campeões para o próximo ano. E com a Liga dos Campeões vem os elevados prémios monetários elevados que irão duplicar.

Por ser uma final em Lyon, disputada pelo Marselha, este jogo vai merecer ainda especiais cuidados de segurança, tendo em conta a tensa rivalidade entre os dois emblemas franceses.

A grande decisão será, então, disputada esta quarta-feira, pelas 19:45, e vai ser apitada pelo experiente árbitro holandês Björn Kuipers.

 

Ricardo Oliveira

Oriundo da mesma terra do melhor jogador do mundo, a paixão pelo futebol não podia ser maior. Atualmente a tirar a licenciatura em Ciências da Comunicação na FCSH, gosta de escrever e está sempre de braços abertos a novos projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.