Garantida a subida, Wolverhampton vence e está cada vez mais perto de ser campeão

Depois de ter celebrado o seu regresso à Premier League, ainda em estágio, o Wolverhampton  recebeu e venceu o Birmingham por 2-0. Com o triunfo, a formação orientada por Nuno Espírito Santo, deu mais um passo para sagrar-se campeã do Championship.

Com quatro portugueses no onze (Rúben Neves, Hélder Costa, Diogo Jota e Ivan Cavaleiro, que saiu logo ao minuto 16, devido a lesão), os Wolves abriram o marcador precisamente por intermédio de Diogo Jota à passagem dos 21 minutos. O jovem português, melhor marcador da equipa, apareceu na pequena área e desviou um cruzamento rasteiro de Doherty para dentro das redes.

No início do segundo tempo, o Birmingham ficou reduzido a dez elementos, com Harleen Deen a ver o cartão vermelho direto aos 52 minutos de jogo, e o cenário piorou para a equipa forasteira.

Em vantagem numérica, a equipa NES fez o 2-0 final a três minutos do fim. N’Diaye fez a assistência para Benik Afobe que sentenciou assim a partida e a dar importantíssimos três pontos rumo à conquista do título. Com somente 4 jogos para realizar, a equipa do técnico português leva 12 pontos de avanço sobre o Cardiff (ainda com menos um jogo realizado, até ao momento) e basta conquistar mais um ponto ou o Cardiff não pontuar para se sagrar campeã.

Apesar de não terem sido confirmados campeões, a festa da subida foi visível nas bancadas e na entrada dos jogadores em campo.  A equipa inglesa está de volta ao escalão principal depois de ter sido despromovido em 2011-12 e ter chegado ao 3º escalão em 2012/2013 (foi promovido na época seguinte).

André Fernandes

Licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH/NOVA. Madeirense, adepto de futebol e da escrita, marcar golos na vida e chegar o mais longe possível é um dos meus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.