Astori sempre presente, numa jornada emotiva, a 28ª da Serie A

Após o trágico acontecimento da semana que antecedeu esta jornada, e que conduziu ao adiamento da jornada 27, a bola voltou a rolar nos relvados italianos com a 28ª ronda da Serie A. Jornada em que Danielle Astori esteve sempre presente, com homenagens a replicarem-se, e os níveis de emoção a serem muito elevados em todos os Estádios, sobretudo no Artemio Franchi, casa da Fiorentina.

Apesar de não ter sido o primeiro jogo da jornada, é lá que começamos a fazer o nosso resumo com a Fiorentina a realizar o primeiro jogo sem Il Capitano frente ao aflito Benevento. O jogo foi decidido com um cabeceamento do central Victor Hugo a corresponder ao canto batido por Riccardo Saponara, o central brasileiro que dedicou o tento ao falecido capitão. Destaque, ainda, para a homenagem feita pelos adeptos viola à passagem dos 13 minutos, número eterno de Astori.

O central Victor Hugo, decisivo no encontro, dedicou o golo ao Il Capitano Astori.

A Roma, por sua vez, no jogo que abriu a jornada 28, a bater o Torino por 3-0. Os golos surgiram todos no segundo tempo com Florenzi a assistir Manolas aos 56 para 0 1-0 e destaque para Nainggolan que, ao fazer assistências para De Rossi (aos 73) e Pellegrini (aos 93) , teve um importante contributo no resultado.

Foi nas alturas que o grego Manolas abriu o marcador ante o Torino.

Noutro capítulo, nota de maior destaque para o Nápoles que voltou a marcar passo com um nulo, no San Siro, frente ao Inter de Milão. Os Napolitanos, após terem perdido ante a Roma no San Paolo, cedem a liderança do campeonato à campeã dos últimos anos, a Juventus, que conta com menos um jogo e leva, para já, um ponto de avanço.

Jogadores de Inter e Nápoles, a par do que se verificou noutros relvados, a prestarem homenagem a Astori, antes do pontapé de saída.

Como referido, a Vecchia Signora, aproveitou o deslize do Nápoles para ganhar alento rumo a nova renovação do título conquistado nas últimas seis temporadas. A Juventus bateu a Udinese por 2-0 e a figura de destaque acabou por ser Paulo Dybala com dois golos (aos 20, de livre direto, e aos 49 minutos de jogo), o segundo a passe de Higuain que assim se redimiu do penalty falhado à passagem dos 38 minutos.

Dybala, com um bis, a ser a figura de destaque numa Juve que soma e segue.

No que à luta europeia diz respeito, sortes diferentes para AC Milan e Sampdoria (6º e 7º’s classificados, respetivamente). O Milan a conseguir 3 importantes pontos, ante o Génova, com golo tardio do português André Silva (estreou-se a marcar na Serie A), aos 90+4. Por seu lado, a Sampdoria a dar um passo em falso ao perder por 4-1, fora de portas, ante o modesto e algo aflito Crotone.

André Silva a comemorar o seu 1º primeiro golo na Serie A e o Milan a levar 3 importantes pontos.

Também ainda na luta, a Atalanta (com menos dois jogos), a conseguir ser mais eficaz que o Bolonha e a levar 3 precisos pontos que mantêm vivas as esperanças europeias do clube de Bérgamo. Um tento do médio holandês De Roon, à passagem do minuto 83, a ser mais que suficiente para os visitantes.

De Roon (com as ligaduras na cabeça) festeja com os seus companheiros o tento decisivo do encontro.

A Lazio, atualmente no 4º lugar, a voltar a marcar passo ao empatar a 2 com o Cagliari. O Cagliari que ainda chegou a estar em vantagem por duas ocasiões mas a não conseguir aguentar a vantagem e a sofrer o golo do empate aos 90+5. Immobile, melhor marcador do campeonato italiano, a marcar um verdadeiro golaço após assistência de Felipe Anderson. O Cagliari continua, assim, na batalha pela manutenção.

Foi com um golaço que Immobile fez o seu 24º tento na liga e salvou a Lazio de sair de Cagliari sem pontos.

Nos outros dois jogos, dois resultados que deixam a luta pela manutenção ao rubro. Com o Verona a reduzir distâncias para a zona de segurança ao bater o Chievo por 1-0 e o SPAL, em igualdade pontual com Sassuolo e Crotone, a conseguir um empate 1-1, precisamente ante a formação do Sassuolo.

De ressalvar que a distância entre o 14º classificado e o 19º é de somente 4 pontos, pelo que nenhuma equipa dessas posições tem, para já, o seu estatuto primo-divisionário assegurado para a próxima temporada. O Benevento é que, por seu lado, vê-se cada vez mais condenado à descida com 10 pontos somados, menos 12 que o 19º classificado, o Hellas Verona.

Confira aqui a tabela da Serie A no momento:

 

André Fernandes

Licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH/NOVA. Madeirense, adepto de futebol e da escrita, marcar golos na vida e chegar o mais longe possível é um dos meus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.