Vilaverdense em Alvalade com ânsia de vencer

Os jogadores do Vilaverdense têm vivido bonitos momentos na Taça de Portugal, hoje, será certamente um dia especial por defrontarem o Sporting no Alvalade XXI. O prémio por passarem a eliminatória frente aos leões já é conhecido, cada atleta recebe 450 euros extra caso consigam tal feito.

O Vilaverdense vive hoje, em Alvalade, um dos momentos mais marcantes dos seus 64 anos de existência. O clube que milita no Campeonato de Portugal, está pela primeira vez nos oitavos de final da Taça de Portugal.

O presidente do emblema minhoto Eduardo Milhão admitiu ao jornal O JOGO que: “o clube pode protagonizar um momento histórico e bonito porque nunca tinha atingido este patamar”. O responsável do Vilaverdense informou que: “os prémios nos jogos da Taça de Portugal foram definidos na primeira eliminatória. Distribuímos pelos jogadores o valor atribuído pela Federação. Se conseguirmos o apuramento para os quartos de final, serão dez mil euros para todo o plantel”. Contas feitas, se hoje o Vilaverdense fizer história em Alvalade, cada jogador terá direito a receber 450 euros.

Eduardo Milhão é pai do proprietário de um empresa de nutrição desportiva, que é o principal patrocinador do clube. O numero um dos minhotos, assumiu a presidência há um ano e meio e ambição, é atributo que não lhe falta: “Por termos um patrocinador de vulto, a Prozis, o nosso objetivo é chegar à II Liga”, adiantando que essa meta á para atingir até ao final do mandato, em meados de 2019. O presidente referiu ainda que: “este ano temos condições para o conseguir. Sabemos que é difícil, porque são 80 equipas para dois lugares, mas estamos na luta”, assumiu.

O clube tem um orçamento de cerca de 500 mil euros para todas as equipas, tendo mais de 400 atletas na formação e 40 no futebol feminino, o Vilaverdense tem dois campos, um de relva natural e outro sintético.

“Como os campos são da Câmara, se subirmos à II Liga a autarquia terá de arrepiar caminho e criar condições”, concluiu.

 

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente e com fair-play.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.