Robben e a ida para o Bayern Munique: “Senti que foi um passo atrás naquela altura”

Em entrevista ao site da UEFA, Arjen Robben (no Bayern de Munique desde 2009), lembrou a sua passagem pelo Real Madrid entre 2007 a 2009 e revelou não guardar boas recordações do tempo passado com a camisola merengue. No período que o holandês esteve em Espanha, o clube não chegou muito longe na Liga dos Campeões, uma espécie de “espinha atravessada” para Robben.

“O objetivo era ganhar o décimo título do clube na Liga dos Campeões. Esse era realmente o meu sonho. Joguei lá dois anos, mas não conseguimos conquistar o troféu. Passámos por um período bastante difícil e não chegamos muito longe na Liga dos Campeões, pelo que não guardo boas recordações dessa etapa.”

Em relação à decisão de, em 2009, trocar o Real Madrid pelo Bayern classificou como “um passo atrás”, pelo menos na altura em que a tomou.

“Senti que foi um passo atrás naquela altura. O Bayern não tinha tanto sucesso como tem agora e o meu objetivo era jogar ao mais alto nível possível. E isso significa ganhar a Liga dos Campeões”, atirou o holandês, antes de prosseguir.

“Foi uma decisão muito difícil. Nesse momento estava a jogar por um dos maiores clubes do mundo, o Real Madrid. E quando sais, sabes que não há volta a dar. Mas queria muito dar esse passo e, no final de contas, senti-me bem. O treinador era Van Gaal e estava decidido a trabalhar com ele.”

Recorde-se que na época anterior à que Robben chegou à Baviera, o Wolfsburgo havia-se sagrado campeão alemão (época 2008-09) e nas competições europeias, não tinha grande sucesso, mesmo tendo disputado a então denominada Taça UEFA na época de 2007/08 (enfrentando o Belenenses pelo caminho)

Após a chegada de Robben, em 2010, logo na primeira época, atingiram a final da Champions que viriam a perder por 2-0 ante o Inter de Milão de Mourinho. O clube viria a atingir novamente a final em 2012, do qual saiu derrotado pelo Chelsea, após penaltis.

Em 2013, o Bayern de Munique lá conseguiu levantar o “caneco” com, precisamente, Robben a selar a vitória com golo aos 89 minutos.

André Fernandes

Licenciado em Ciências da Comunicação pela FCSH/NOVA.
Madeirense, adepto de futebol e da escrita, marcar golos na vida e chegar o mais longe possível é um dos meus objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.