António Pereira: “Estamos a limpar o nome do Oriental”

O Clube Oriental de Lisboa está a superar as espectativas tendo em conta que, a 20 dias do início do campeonato, ainda não tinha o plantel definido. Actualmente o histórico emblema de Marvila, ocupa a quinta posição da Série E do Campeonato de Portugal.

Ao jornal O Jogo, o mister António Pereira, apesar das limitações de orçamento, faz um balanço positivo adiantando que: “Fomos trazendo jogadores dentro do orçamento possível, alguns dos quais em conhecia. Não havia, nem há dinheiro e é um plantel de miúdos novos, com grande potencial e qualidade. Estamos a superar as expectativas. Não me pediram a subida, mas jogamos todos os jogos para tentar ganhar, sabendo que há outros clubes mais bem apetrechados”.

O treinador do Oriental elogia o plantel e o empenho dos “seus” miúdos frisando que: “É mais fácil trabalhar com jogadores que vão para o treino com sorriso nos lábios”. Acrescentando ainda que: “Tenho 16 jogadores entre os 18 e 23 anos e é gente com ambição e que gosta de ganhar”.

O Oriental que sempre foi visto como um clube honrado, que sempre se pautou por boas práticas e pela verdade desportiva, viu o seu nome “manchado”, pelo alegado envolvimento de alguns jogadores, num suposto esquema de corrupção que ditou a detenção dos mesmos, no âmbito da operação Jogo Duplo. Perante este cenário, o mister esclareceu que: “Estamos a limpar o nome do Oriental e a criar essa imagem de um clube e jogadores que nada têm a ver com o que se passou. Se calhar há uma boca ou outra, normal no futebol, mas não é por aí que vão desmanchar o grupo”, concluiu.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e dela, faz parte o futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os artistas brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente e com fair-play.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.