Rafael Furlan – o dono da ala esquerda flaviense

Bilhete de Identidade

Nome: Rafael Furlan Santos
Data de nascimento: 20/09/1994
Nacionalidade: Brasileiro
Peso: 74 kg
Altura: 1,76m
Posição: Defesa esquerdo/extremo esquerdo

Produto das escolas do Atlético Paranaense , Rafael Furlan, é uma das boas surpresas do arranque do campeonato português.
O jogador contratado pelo GD Chaves ao Anápolis, do Brasil, fez grande parte da sua (curta) carreira como extremo esquerdo, mas no clube flaviense foram-lhe entregues as funções de defesa esquerdo.

Rafa, de 22 anos, destaca-se pela sua capacidade física para fazer o vaivém constante sobre o flanco. Num sobe e desce constante, o esquerdino dispõe sempre de um pouco mais de energia para uma nova incursão ofensiva.

A convite do AMBIDESTRO aceitou falar um pouco do seu percurso como profissional, mas também da vida pessoal.


AMBIDESTRO Olá Rafael. És dono de um pé esquerdo de enorme talento, no entanto, ainda és desconhecido para grande parte dos adeptos portugueses. Fala-nos um pouco do teu percurso como jogador.

Rafael Furlan: Joguei em alguns grandes clubes no Brasil onde fiz a minha formação, como o Atlético Paranaense, Internacional, Figueirense, Joinville e por fim, Anápolis, antes de chegar ao GD Chaves. Conquistei um título nacional no Brasil onde fui campeão conseguindo o acesso à primeira liga.

AMBIDESTROComo foi levar o Anápolis, que é uma equipa mais modesta, à final do campeonato Estadual, sendo que pelo caminho vocês eliminaram equipas da Primeira Divisão como o Atlético Goianense?

Rafael Furlan – Foi um acontecimento muito grande para os adeptos da equipa, pois o Anápolis já não chegava a uma final há mais de 13 anos, e conseguir isso foi muito importante para a minha carreira e para a dos meus companheiros.

AMBIDESTRO – Quando surgiu a oportunidade de jogares em Portugal? Era algo que já desejavas?

Rafael Furlan – Era algo que eu sonhava desde muito jovem, quando tinha os meus 14/15 anos. Um dos meus objetivos já foi alcançado, mas tenho muitos outros objetivos, sou um sonhador gosto sempre de ir mais longe. Hoje realizo um grande sonho por representar o emblema de uma equipa da Primeira Liga em Portugal.

AMBIDESTRO – Quais as principais diferenças que encontras entre a cultura brasileira e portuguesa?

Rafael Furlan – Na minha opinião acho que não são tantas as diferenças, por isso muitos brasileiros acabam vindo viver para Portugal. Os alimentos são parecidos e a “língua” também. O que muda muito é a educação que aqui se tem e mas também a  segurança. São factores importantes que existem aqui.

AMBIDESTRO – E no que diz respeito ao futebol? Quais as maiores diferenças que encontraste entre o campeonato onde estavas inserido e o campeonato português?

Rafael Furlan – O futebol no Brasil tem mais espaço do que o daqui… no Brasil há mais espaço para se jogar. Já aqui, em Portugal, é muito mais intenso, as jogadas são mais rápidas e dinâmicas, tens que pensar muito mais rápido. E aqui molham a relva antes dos jogos e faz com que a bola corra mais do que nos relvados brasileiros.

AMBIDESTRO – Como está a ser a adaptação? Trouxeste alguém contigo para Portugal? Ou estás cá sozinho?

Rafael Furlan – A adaptação foi mais rápida do que eu imaginava. Consegui adaptar-me rapidamente para que pudesse estar disponível para jogar. Vim sozinho, mas a minha família vem visitar-me em outubro.

AMBIDESTRO – Sei que és apaixonado pela Bambina, a tua cadela. Ela está incluída nessa visita?

Rafael Furlan – (risos) gostava muito, mas não vai vir desta vez. Vai ficar para a próxima.

AMBIDESTRO – Do tempo que estás no GD Chaves, o que podes dizer sobre o clube? Está a corresponder às tuas expectativas?

Rafael Furlan – É um clube onde estão pessoas honestas. São excelentes pessoas com quem eu estou a gostar muito de trabalhar. Todos são atenciosos e comprometidos com o trabalho. E acima de tudo é um clube onde todos tem ambição de conquistar grandes objetivos. E sim, correspondeu às minhas expectativas.

AMBIDESTRO – Quer dizer então que foste bem acolhido por colegas de equipa e por todos os membros do clube, certo?

Rafael Furlan – Isso mesmo. Acolheram-me muito bem, ajudaram-me em tudo quando tive dificuldade e ainda hoje me ajudam.

AMBIDESTRO – No Chaves tens jogado como defesa esquerdo. Contudo, na longa pesquisa que eu fiz pude constatar que no Brasil também jogavas a extremo esquerdo. Onde te sentes mais à vontade a jogar? Ou melhor, onde achas que podes render mais?

Rafael Furlan – Sim, praticamente toda a minha formação foi como extremo esquerdo. Fui melhor marcador em 3 competições nas quais participei, até que então comecei a jogar a defesa esquerdo e destaquei-me, assim como extremo. Adaptei-me rapidamente, e hoje sinto-me mais à vontade como defesa esquerdo.

AMBIDESTRO – E como te descreves enquanto jogador? Quais as tuas principais características?

Rafael Furlan – Tenho bastante força, velocidade e uma boa finalização. Isso capacita-me para fazer dribles mais rápidos.

AMBIDESTRO – No jogo contra o Benfica foste um dos melhores em campo. Como foi enfrentar o tetracampeão nacional?

Rafael numa bola dividida com Salvio, no jogo da 2ª jornada, entre o GD Chaves e o SL Benfica.

Rafael Furlan – (risos) obrigado pelo elogio. Fiquei muito feliz, pois joguei contra uma equipa que sonhava enfrentar desde miúdo, e realizar esse sonho foi fantástico. Foi uma estreia boa no meu ponto de vista, fiquei feliz.

AMBIDESTRO – Consegues destacar algum jogador do Benfica pela sua qualidade? E do campeonato nacional? Há algum jogador que tu aprecies de forma especial pelo seu talento?

Rafael Furlan – Acho o Jonas um grande jogador, desde quando jogava no Brasil. Um jogador incrível com uma ótima qualidade. Ele é um profissional que admiro muito.

AMBIDESTRO – Qual é o teu maior sonho no futebol? Ambicionas jogar nalgum clube específico?

Rafael Furlan – O meu maior sonho é chegar ao topo da seleção brasileira. Tenho outro grande sonho que é jogar ao lado de Messi, Ronaldo e Neymar. Qualquer um desses seria uma realização muito grande.

AMBIDESTROE clube que sonhas representar? Existe algum?

Rafael Furlan – Barcelona e Real Madrid são gigantes.

AMBIDESTRO – Acreditas que o Chaves pode ser uma rampa de lançamento para um grande clube do futebol europeu/mundial?

Rafael Furlan: Acredito que sim, e espero que tudo corra bem e que possamos fazer uma ótima época e acabar a surpreender muita gente.

AMBIDESTRO – Daqui a 15 anos esperas estar a fazer o quê?

Rafael Furlan – Espero estar a cuidar dos meus filhos e dos meus animais de estimação (risos) Não podem faltar. E estar também a tratar dos meus negócios. Pretendo que sejam relacionados com futebol.

AMBIDESTRO – O que esperas fazer quando deixares a carreira como jogador de futebol? Se bem entendi queres ser empresário, é isso?

Rafael Furlan – Sim quero ser empresário, ou até mesmo treinador. Seria muito bom.


De vocação essencialmente ofensiva, Rafael apresenta atributos bastantes interessantes no que ao cruzamento, drible e finalização diz respeito.

À força e agilidade, acrescenta poder de desmarcação e bons cruzamentos (tanto com bola corrida ou parada). Por dominar todos estes fundamentos e ter muita disciplina tática, Rafael caracteriza-se como um jogador versátil e deixa o treinador Luís Castro confortável para o colocar em várias posições.

Muita expectativa de como é que o novo dono da ala esquerda do Chaves se irá comportar durante o campeonato e exibir todo o seu potencial – que é muito.

 

FORA DAS QUATRO LINHAS
Rafael com a sua fiel companheira “Bambina”.

Prato favorito: Macarrão
Música favorita: Morada -Preto no branco
Filme favorito: Prison break (série)
Tempos livres: Descanso sempre
Talento escondido: Ainda não descobri (risos)
Ídolo de infância: Lionel Messi
Treinador mais marcante: Waldemar Lemos
Melhor jogador da atualidade: Lionel Messi
Melhor equipa que viste jogar: Barcelona

 

 


Em meu nome pessoal quero agradecer a disponibilidade e simpatia do Rafael. Desejo-te as maiores felicidades pessoais e profissionais.

Junte-se a nós no facebook em AMBIDESTRO

Ricardo Rocha Cruz

Confiante, resolvido consigo mesmo e ousado. Prazer, chamo-me Ricardo Cruz. Atualmente trabalho na RTP-AÇORES. Pelo caminho ficou uma passagem de três meses pela secção de desporto do Jornal de Notícias.
Bem-vindos ao meu novo projeto. 

2 thoughts on “Rafael Furlan – o dono da ala esquerda flaviense

  • Agosto 26, 2017 at 3:27 pm
    Permalink

    Rafael Furlan é um grande jogador ,jogou demais aqui no Anapolis Futebol Clube, e tem um futuro brilhante pela frente.

    Reply
  • Agosto 28, 2017 at 12:00 am
    Permalink

    Faltou dizer que depois do Anápolis foi para o Grêmio Anápolis e depois de ter jogado (e até marcado) pelo time, foi emprestado ao Chaves.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.