Premier League: ‘Mergulhar’ vai passar a dar direito a suspensão

A Federação Inglesa de Futebol (FA) decidiu tomar medidas contra as simulações dentro da grande área e anunciou esta quarta-feira a introdução de uma medida que visa suspender quem enganar o árbitro nestas circunstâncias.

A nova regra vai entrar em vigor já na próxima época de 2017/2018 depois de ter sido hoje aprovada pelo Conselho da FA.

A punição aplicar-se-á aos casos em que, diz a FA no seu site, “é claro e fortemente evidente que um árbitro foi enganado por um ato de simulação e que, por conseguinte, foi levado a assinalar um penálti ou expulsar um jogador. A FA será depois capaz de agir retrospetivamente por via do seu sistema Fast Track”.

O painel encarregue de tomar estas decisões será composto por um ex-árbitro, ex-treinador e ex-jogador que irão analisar as imagens e tomar uma decisão individual e separada, que será posteriormente comunicada à FA. Só no caso das opiniões serem unânimes é que o castigo é aplicado ao jogador, que levará dois jogos de suspensão.

A FA justifica ainda que, apesar de as simulações em si ou o ato de fingir uma lesão já serem comportamentos anti-desportivos passíveis de serem punidos com cartão amarelo, os casos em que tal leva a assinalar um penálti ou expulsar um jogador são muito graves e merecem um castigo mais severo.

Nestes casos, o jogador que foi mal expulso em jogo vê a sua suspensão ficar sem efeito.

Cámi Rodrigues

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa e Mestre em International Management pela Nova School of Business and Economics. 23 anos e residente na Amadora. Mais conhecido por Cámi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.